segunda-feira , 29 de maio de 2017
Home / Opinião / Laíre Rosado (page 10)

Laíre Rosado

[email protected]
 

Homenagem de Cyrus Benevides a Juliana Rosado

Transcrição da linda homenagem prestada pelo amigo Cyrus Benevides à amiga Juliana Rosado, recentemente falecida:

O adeus a Juliana Rosado…
Crônica escrita por Cyrus Benavides.

A luz do quarto se apagou.

Nada de cama de hospital. Nada de tristeza.

Agora sim, serão dias de Luz.

Deus, de braços abertos prepara a ceia da chegada de Juliana ao reino do céu.

Juliana Rosado sempre foi muito bonita. Quando criança tinha um jeito ” desligado do mundo ” de ser . Riso frouxo. Espontânea. Fala arrastada.

Morava em Mossoró, bem próximo ao Estádio Nogueirão. Ralamos joelhos juntos, das quedas de bicicleta. Fomos crianças felizes nas calçadas de uma Nova Betânia tranquila. Até que um dia, eu a escrevi uma carta de amor. Coisa de criança. Nós tínhamos uns 9 anos. Quando ela encontrava meus pais, contava isso com orgulho.

Nada é mais límpido e puro, que o amor na infância . Sou prova e testemunha que juliana teve uma infância extremamente feliz.

Teve uma mãe gigante da grandeza de Gracinha e um pai da magnitude de Dr Laete. Um casamento feliz e dois presentes de Deus em forma de filhos. Irmãos maravilhosos. Tudo era Felicidade, se não fosse o câncer.

Pouco nos encontramos nos últimos anos. Sempre rezava por ela. Acompanhava de longe sua luta. Nunca deixou de ser forte. O mesmo sorriso, a mesma mansidão.

E nos versos do poema de Paulo Barreto, termino minha homenagem :

mais cedo ou mais tarde
terei de ir embora. . .
só Deus sabe a hora
(e se haverá reprise).

Quando eu for embora
Talvez nem lhe avise …

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, filho e área interna
CurtirMostrar mais reações

Comentar

ALCAÇUZ

Até o momento, o Governo do Rio Grande do Norte não sabe o número exato de mortos na rebelião ocorrida no presídio de Alcaçuz. Como as informações estão sendo desencontradas, com a população desacreditando nas estatísticas até agora divulgadas, decidiu convocar entrevista coletiva, às 17 horas de hoje, para oficializar o quadro real até esse momento. Abaixo, a nota oficial:

Com relação à situação no presídio estadual de Alcaçuz, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte presta os seguintes esclarecimentos:

O Instituto-Técnico e Científico de Perícia (ITEP) tem realizado o trabalho de retirada dos corpos. Na noite deste domingo (15), foram contabilizados 26 óbitos.

Em virtude das instalações do presídio estarem bastante danificadas, por causa das últimas ocorrências, e por ainda concentrarem detentos nas áreas internas, tem sido um trabalho difícil e demorado. Outro fator que também dificulta a identificação é a situação em que alguns corpos foram encontrados.

O ITEP permanece trabalhando e existe a possibilidade de que outros corpos sejam descobertos nas dependências do presídio, portanto, esses números poderão ser atualizados. O Governo do Estado trabalha com absoluta transparência e não tem interesse em esconder as informações.

As ações policiais ainda atuam em Alcaçuz para preservar o controle no local.

Nesta segunda-feira (16) está em andamento uma operação no presídio, com GOE, Choque e Bope, além do apoio de outros órgãos, para a realização de um pente fino no presídio, com o objetivo de manter a ordem e identificar se há outros mortos.

A Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc) está gradativamente realizando a contagem de presos nos pavilhões. Só após a conclusão dessa contagem será possível confirmar se houve fugas.

Na madrugada, por volta das 3h da manhã, detentos do presídio provisório Raimundo Nonato, na zona Norte de Natal, iniciaram um motim. Alguns colchões foram queimados e os agentes realizaram alguns disparos para conter o grupo, até a chegada do reforço da Polícia Militar com o BOPE e BP Choque na área externa. Até o início da manhã, a PM permaneceu no local aguardando a chegada do Grupo de Operações Especiais (GOE) para realizar uma revista no local.  A situação está controlada e não há informação sobre feridos na unidade.

A partir das 17h os secretários de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, e da Segurança Pública, Caio Bezerra, estarão à disposição da imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública para prestar as informações mais recentes sobre as ações realizadas nas últimas 24 horas.

Comissão aprova adicional de periculosidade a agentes de segurança

 

Deputado Valdire Colatto

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou projeto  (PL 6185/16) que permite o transporte de cães adestrados por órgãos de segurança pública em cabines de voos comerciais junto aos seus treinadores.

O texto aprovado foi um substitutivoapresentado pelo deputado Delegado Waldir (PR-GO), que ampliou os casos em que a viagem dos animais está autorizada.

O projeto original, do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), permitia a viagem de animais treinados por polícias militares e corpos de bombeiros militares.

O substitutivo ampliou essa possibilidade a cães treinados por todos os órgãos de segurança pública reconhecidos pelo artigo 144 da Constituição Federal, o que inclui também polícia federal, polícia rodoviária federal, polícia ferroviária federal e polícias civis.

“O Grupo de Operações da Polícia Rodoviária Federal, por exemplo, trabalha com cães de faro de explosivos; a Polícia Federal possui cães adestrados, bem como as polícias civis dos estados, não sendo a utilização de cães adestrados, de forma alguma, exclusividade da Polícia Militar e dos Corpos de Bombeiros”, argumenta Delegado Waldir.

Polêmica
O deputado Cabo Sabino (PR-CE) foi contrário à aprovação da proposição. Ele considera um risco desnecessário transportar cães e treinadores dentro da mesma aeronave em eventuais viagens a serviço.

Para Cabo Sabino, a responsabilidade e interesse seria do Estado, que deveria disponibilizar meio próprio para fazer esse transporte.

Já o autor do projeto, deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), argumenta que o cão que atua em operações militares, dando apoio a salvamentos ou a ações policiais, recebe treinamento equivalente ao cão-guia utilizado por pessoas com deficiência visual, já conhecido e aceito pela população nos voos.

“Esse animal é dócil e obediente aos comandos do treinador; por isso, pode compartilhar as cabines das aeronaves sem que isso represente riscos aos passageiros”, assegura Colatto.

Colatto lembra que desastres naturais exigem a presença imediata de equipes de apoio que precisam se deslocar por via aérea, já que a busca e o resgate de vítimas dependem da agilidade do socorro prestado.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; e de Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Agência Câmara

Lula será candidato a presidente da República

lula

 

O partido dos trabalhadores deverá lançar a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio da Silva no início do próximo ano. O objetivo é aproveitar a baixa popularidade do governo Michel Temer e reforçar a defesa jurídica de Lula nos processos em que vem sendo acusado pela Justiça Federal. Para evitar que possíveis condenações na Justiça possam barrar sua candidatura, será conveniente fazer  o lançamento até o mês de março

FELIZ NATAL

Texto de Miranda Sá

(E-mail: [email protected])

O Natal não é uma data… É um estado de espírito” (Mary Ellen Chase)

Quando eu era menino, o Calendário chamava-se “Folhinha”, porque o anuário era impresso em pequenas folhas destacáveis marcando o dia-a-dia com informações consideradas úteis, como o santo do dia, as fases da lua, os dias santos e feriados. Os domingos e os feriados vinham em vermelho.

O Calendário que adotamos, chama-se “Calendário Gregoriano”, pois surgiu no pontificado de Gregório XIII, sob inspiração deste. Nascido Ugo Boncompagni, foi bispo de Bolonha e projetou-se na cúpula eclesial pela participação no Concílio de Trento (1545). Foi eleito Papa em 1572 como o 225º sucessor de Pedro e reinou até 1585.

O antigo calendário tinha a chancela de Júlio César, quando ditador de Roma. Tentou adotá-lo ao tempo natural, com o ano de 355 dias dividido em 12 meses; mas persistiu a defasagem entre o ano do calendário e o ano natural. Assim, após várias tentativas na Idade Média para adequar o ano civil à marcação do tempo natural, Gregório XIII, assessorado por astrônomos, promoveu a mudança.

Foi uma verdadeira revolução o abandono do calendário juliano e a modernização para ajustar o ano civil ao ano solar, decorrente do movimento de elipse realizado pela Terra em torno do Sol.

Promulgado com a aprovação conciliar da Bula Inter Gravissimas, em 3 de outubro, pulou sobre o dia 4 para 15 de outubro, dando um salto de 11 dias. Mesmo afetando as chamadas datas santas dos equinócios, o calendário teve imediata adoção por Espanha, Itália, Portugal, Polônia e, posteriormente, por todos os países ocidentais.

Como nas religiões antigas, politeístas, e quase a totalidade das que ainda são praticadas no mundo, as principais festas existentes se mantêm nos equinócios e solstícios; neles os cristãos comemoram a páscoa, a ressurreição de Jesus Cristo e o Natal, o seu nascimento.

Em virtude dos movimentos de rotação e translação inclinada da Terra relacionados com o sol, faz com que determinadas épocas do ano tenhamos os equinócios (que definem o começo da Primavera ou do Outono), e os solstícios (marcando o início do Verão ou do Inverno).

Tais fenômenos eram observados, registrados e tidos como de origem divina na Antiguidade. O Calendário Gregoriano estabeleceu o solstício de Inverno no Hemisfério Norte (e do Verão do Hemisfério Sul) como a data do nascimento de Jesus Cristo. É o Natal.

O dia 25 de dezembro é a data oficial da comemoração. As festividades convergem em todo Ocidente, com o Presépio, Papai Noel e o pinheiro. Papai Noel (os brasileiros adotaram o nome francês) representa São Nicolau, um bispo que distribuía a renda da sua diocese entre os pobres no Natal. Nos EUA, tem o nome de Santa Claus, na AL é “Papá Noel” exceto no Chile, que é o “Viejito Pascuero”. Em Portugal é Pai Natal.

O presépio teve início com São Francisco de Assis, no século XIII e também representa uma tradição natalina. Mostra o cenário do nascimento de Jesus, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Quanto ao pinheiro – a Árvore do Natal – como decoração, foi adotada em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero, que se encantou com a beleza que a natureza oferecia, e armou em sua casa um galho da árvore com enfeites e velas.

As datas podem ter variado, assim como os costumes; mas o espírito da fraternidade universal, o desejo de paz e o amor ao próximo, são eternos. FELIZ NATAL!

Temer anuncia investimento de R$ 53 mi em obras hídricas em Pernambuco

Monica Bernardes, especial para o Estado,
O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2016 | 13h04

temer-em-pernambuco

SURUBIM – Em sua primeira visita a Pernambuco desde que assumiu o comando do País, o presidente Michel Temer (PMDB) anunciou, no final da manhã desta sexta-feira, 9, a liberação de R$ 53 milhões destinados a realização de obras hídricas no Agreste do Estado. Deste total, R$ 12 milhões serão destinados à recuperação e modernização da Barragem Jucazinho, que apresenta problemas estruturais, que podem comprometer a segurança de sua operação. Outros R$ 33 milhões serão destinados para a construção de uma adutora emergencial que interligará o Sistema Siriji aos sistemas integrados Palmeirinha e Jucazinho. Os R$ 8 milhões restantes serão destinados a outras obras na região.

A solenidade durou menos de meia hora. Só convidados tiveram acesso ao local. Entre os presentes estavam os ministros da Educação, Mendonça Filho (DEM); Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho (PSB); das Cidades, Bruno Araújo (PSDB) – todos pernambucanos; além de deputados federais, alguns senadores e integrantes do primeiro e segundo escalão do Governo do Estado de Pernambuco, incluindo o governador Paulo Câmara (PSB).

Trabalhador terá de contribuir por 49 anos para receber aposentadoria integral

Pedro Peduzzi e Daniel Lima – Repórteres da Agência Brasil

A proposta do governo federal para a Reforma da Previdência prevê que o trabalhador terá que contribuir por 49 anos se quiser receber 100% do valor da aposentadoria a que tem direito.

Pelas regras propostas, o trabalhador precisa atingir a idade mínima de 65 anos e pelo menos 25 anos de contribuição para poder se aposentar. Neste caso, ele receberá 76% do valor da aposentadoria. A cada ano que contribuir a mais terá direito a um ponto percentual. Desta forma, para receber a aposentadoria integral, o trabalhador precisará contribuir por 49 anos, a soma dos 25 anos obrigatórios e 24 anos a mais.

“Portanto, para chegar a 100% do benefício precisará trabalhar por 49 anos”, disse o secretário da Previdência, Marcelo Caetano. O valor da aposentadoria será 51% da média dos salários de contribuição.

Atualmente, o valor mínimo da aposentadoria é o salário mínimo e o teto é R$ 5.189,82, que é reajustado anualmente pelo INPC. De acordo com o governo, o mínimo continuará sendo o salário mínimo.

Segundo Caetano, com as regras previstas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma, será possível economizar entre R$ 5 bilhões e R$7 bilhões a cada ano apenas com o Regime Próprio de Servidores Civis. Além disso – cumprindo-se a expectativa do governo federal de aprovar a reforma ainda em 2017, bem como aprovar também uma lei específica com novas regras para o Benefício da Prestação Continuada (BPC) – poderão ser economizados outros R$ 678 bilhões entre 2018 e 2027.

“Nossa expectativa é de que o Congresso aprove [a reforma] em 2017 para garantir [os benefícios para os cofres públicos]. Só com a reforma pelo BPC para o INSS a economia será de R$ 4,8 bilhões em 2018, valor que cresce para R$ 14,6 em 2019. Em 2020, será de R$ 26,7 bilhões; e em 2021 será de R$ 39,7 bilhões. De 2018 a 2027, a economia seria algo em torno de R$ 678 bilhões”, disse o secretário. “Além disso, com regime próprio de servidores civis, a economia será de R$ 5 bilhões a 7 bilhões por ano”, acrescentou.

O Benefício da Prestação Continuada (BPC) equivale a um salário mínimo mensal que é concedido a idoso com mais de 65 anos ou pessoas com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo. O governo pretende que, no caso de idosos, a idade mínima passe para 70 anos, em uma transição gradual de 10 anos.

A ideia do governo é fazer com que a renda de todos os entes da família passem a ser consideradas para o cálculo, sem as exceções previstas na lei atual – caso, por exemplo da renda obtida por pessoas com deficiências. Nas regras atuais, para receber o BPC, a renda per capita da família tem de ser inferior a um quarto do salário mínimo.

Pensões

As pensões pagas a viúvas e viúvos poderão, eventualmente, ser menores do que o salário mínimo, segundo o secretário.

“Nas pensões por morte, o valor pago [à viúva ou viúvo] será de 50% da aposentadoria, acrescido de um adicional de 10% por dependente. Essa cota não será mais revertida para a viúva [ou viúvo] quando o filho completar 18 anos de idade”, disse, ao ressaltar que as novas regras só valerão após serem promulgadas, não abrangendo as pensões que já são pagas. “Entre nossas premissas está a de não mexer com direitos já adquiridos”, acrescentou.

Idade mínima

As novas regras estabelecem idade mínima de 65 anos para homens e mulheres, segurados do INSS, servidores públicos, trabalhadores rurais e urbanos poderem pedir a aposentadoria, assim como parlamentares e detentores de cargos eletivos. O tempo mínimo de contribuição será de 25 anos.

As regras valerão para homens com idade inferior a 50 anos e mulheres com menos de 45 anos. Para os contribuintes com idade superio, a proposta prevê a aplicação de um acréscimo de 50% sobre o tempo que restava para a aposentadoria, tendo como base a regra antiga.

“Digamos que homem de 52 anos, com 34 de contribuição, com a regra de transição aplica-se 50% do tempo. Como o tempo de contribuição era 35 anos, o tempo que falta passa de 1 ano para 1 ano e meio”, disse o secretário.

Congresso Nacional

Ontem (5) ao deixarem a reunião no Palácio do Planalto em que debateram a reforma, sindicalistas disseram que, na forma como foi apresentada, a reforma não será aprovada no Congresso Nacional. Eles reclamaram da idade prevista na regra de transição, que deveria ser feita de forma mais suave.

Questionado se o governo está preparado para mudanças da reforma no Congresso, Caetano disse que as questões políticas fogem de seu controle, mas defendeu que a reforma é necessária ou o país terá de encarar problemas previdenciárias no futuro.

“O Congresso é fundamental nesse aspecto. É o local do diálogo social. No ambiente democrático seu papel é fundamental. Mas essa reforma foi feita com visão de Estado. Não de governo. Temos uma visão de longo prazo. Se começar a abrir mão de muita coisa vai ter que fazer uma nova reforma lá na frente. A reforma tem que ser duradoura. Queremos evitar não ter como pagar a Previdência, como acontece em vários estados. Se a reforma não for feita, daqui a 2 anos teremos que fazer nova entrevista para explicar uma nova reforma”, disse o secretário, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Das Lexicon Merckel

merckel

O jornalista alemão, Andreas Rinki acompanha Angela Merckel há 16 anos e está publicando livro sobre facetas da vida da Chanceler alemã, desde à política internacional como sua fracassada tentativa de tocar flauta.

Em matéria publicada no Estadão, revela aspectos de uma madrasta malvada obcecada por austeridade a uma matrona boazinha que recebe refugiados.

Angela Merkel é mostrada como pé-quente em jogos das seleção de futebol do seu país. Foi a primeira chanceler a visitar a seleção alemã no vestiário. Ela entende que o futebol pode ser uma ferramenta de integração.

Merkel se considera modelo de atuação política de mulheres, fazendo questão de incluir eventos relacionados a mulheres na agenda de suas viagens ao exterior. Apoiou  cotas de um terço para mulheres dentro do seu partido.

Mesmo sendo fã de música clássica, sobretudo Wagner, quando jovem ouvia Beatles e Deep Purple. Mas, não gostava de dançar. Tentou tocar flauta e piano, mas abandonou. Hoje, canta durante a missa.

Embora pertencendo a família de protestantes, Merkel teve criação cristão, Em 2016 foi recebida pelo papa Francisco e, entre os assuntos, os dois conversaram sobre livros prediletos.

Merkel mantém vida privada no mais estrito sentido da palavra. Nem mesmo políticos próximos têm acesso a sua residência em finais de semana. Raramente é vista com o marido em público. Em mais de uma década de mandato, a chanceler alemã não foi alvo de escândalos em sua vida pessoal.

‘Receber salário indevido também é corrupção’, diz Kátia Abreu

Estadão

20.11.16

katia-abreu

Relatora da comissão criada para vasculhar contracheques que ultrapassem o teto legal, senadora diz que não quer ‘fulanizar’ discussão, mas mira em ‘efeito cascata’ do Judiciário.

BRASÍLIA – À frente da relatoria da comissão que fará um pente-fino nos chamados supersalários nos Três Poderes, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) sustenta que é preciso enfrentar o corporativismo das entidades representativas do Judiciário, que alegam ser alvo de retaliação. “Receber o salário indevido também é corrupção”, afirmou a senadora em entrevista ao Estado.

Ela disse que não pretende “fulanizar” o tema para que não ocorra uma “guerra entre os poderes”, mas defendeu o desmanche de permissões feitas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que garantem o pagamento de aumentos salariais em cascata a magistrados toda vez que há reajuste dos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Na avaliação da senadora, os benefícios como auxílio-moradia e auxílio-creche deveriam estar dentro do teto, atualmente em R$ 33.763 por mês. Ela, porém, considera “totalmente diferente” a cota parlamentar com a qual deputados e senadores custeiam suas moradias.

Amiga da presidente cassada Dilma Rousseff, Kátia Abreu afirmou que mantém apenas uma relação institucional com o presidente Michel Temer, seu correligionário.

A extinção dos supersalários tem respaldo no Congresso?

Tenho certeza que no Senado vamos aprovar as propostas. Acho que a sociedade não aceita mais. A democracia corporativa não interessa mais a ninguém. Presidentes de entidades dizem que isso é uma perseguição ao Judiciário, que tem atuado no combate à corrupção. Receber o salário indevido também é corrupção. Corrupção não é só fazer superfaturamento, pegar propina de empresa, não é só mensalão ou petrolão, tem várias formas, inclusive receber salário indevido.

Os levantamentos dos supersalários estão sendo analisados caso a caso?

‘Pouco importa neste momento quanto o juiz, o procurador ou servidor está ganhando. A partir de agora acabou a brincadeira. Se eu for começar a fulanizar, vira uma guerra entre os poderes. Quero apenas mostrar os números gerais e volume da economia (com o fim dos supersalários).

Então, qual é objetivo da comissão?

É a regulamentação. Por exemplo, no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) tem uma medida que permite o efeito cascata. A ministra Cármen (Lúcia, presidente do STF) disse que tomaria as providências no CNJ para desmanchar a portaria. Outra hipótese mais ampla é uma PEC da (senadora) Gleisi Hoffmann (PT-PR), que vai sanear toda a cascata indevida. O segundo ponto é regulamentação do que é o teto. Nós queremos regulamentar o óbvio que já está escrito na Constituição. O projeto deve ir a plenário no Senado no máximo até 7 de dezembro.

Como fica a questão da incorporação dos benefícios?

É preciso regulamentação do que é salário e o que é verba indenizatória, como o auxílio- moradia, creche, alimentação, transporte, mudanças. A Constituição já diz que tudo isso deve entrar no teto.

Nesse ponto também será considerado a cota parlamentar?

É totalmente diferente. O auxílio-moradia deles (dos magistrados) vem incorporado na folha do juiz que mora na mesma cidade há 30 anos, independente se usa ou não o auxílio.

Mas isso também não ocorre com os parlamentares que acumulam mais de um mandato?

O problema é que nós não moramos em Brasília. Trabalhamos em Brasília. No Congresso, ou você pega um apartamento ou apresenta um recibo do aluguel. Isso não é salário, não entra no teto. O que eles querem é receber R$ 33 mil e mais auxílios na conta.

A comissão também vai regulamentar as gratificações pagas a conselheiros das estatais?

As estatais estão fora do teto. Mas não existe uma resolução para o jeton (gratificação paga pela participação em reuniões de órgãos colegiados de deliberação, das três esferas: federal, estadual e municipal). É um problema que vamos ter de discutir. Vamos conversar com o pessoal do jurídico, analisar a Constituição e debater. Avaliar essa questão foi uma pedido e uma recomendação da ministra Cármen Lúcia.

A relatoria da comissão é um gesto de reaproximação com a cúpula do PMDB e o presidente Michel Temer?

A relatoria foi eu que pedi. Eu me sinto bem dentro do PMDB, mas tenho um processo na comissão de ética do partido. Não vou fazer nenhum lobby para não me expulsarem nem o contrário. Com o Temer, conversei uma única vez por causa da comissão. Da minha parte, tenho meus sentimentos com relação ao impeachment e vou morrer com essa avaliação. Minha relação com Temer é institucional.

Nível mais grave da Seca atinge todos os estados do Nordeste

O já esperado avanço da estiagem no semiárido brasileiro foi constatado com a atualização mensal do Monitor de Secas do Nordeste. No mapa de outubro de 2016, elaborado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), é possível observar que o nível de Seca Excepcional, o mais grave, atinge áreas de todos os nove estados nordestinos. No Ceará, esse nível corresponde a 55% da área do território estadual. O estado mais afetado é Pernambuco, com 90% de seu território na pior configuração da estiagem.

folhaatual

O avanço da Seca no Nordeste já era esperado porque, historicamente, a distribuição mensal de chuva no mês de outubro na maior parte da região é inferior a 75mm. Em algumas áreas, como no norte do MA, centro-norte do PI, Ceará (CE), Rio Grande do Norte (RN), Paraíba (PB), Pernambuco (PE), Alagoas (AL), Sergipe (SE) e no extremo norte da BA os índices pluviométricos são inferiores a 25mm.

A única área que apresentou melhora foi o sudeste da Bahia, onde a média de chuva em outubro é maior que 75mm, por consequência das chegadas das frentes frias dessa época do ano. Nesta parte do território baiano, as chuvas fizeram a estiagem perder intensidade, passando para a categoria Seca Fraca no mapa de outubro.

O mapa do Monitor de Secas pode ser acompanhado mensalmente na página http://monitordesecas.ana.gov.br/, junto com a descrição do processo de elaboração, incluindo indicadores e evidências. É possível visualizar a progressão da situação da seca em cinco categorias: excepcional, extrema, grave, moderada e fraca. O mapa também identifica e delimita as áreas de impactos de curto e longo prazo. A ferramenta visa ajudar quem convive com a escassez de oferta hídrica, melhorando a compreensão do fenômeno e da sua evolução, assim como orientando ações para mitigar os efeitos adversos.

O Monitor de Secas é um instrumento de monitoramento que mostra a magnitude da seca no Nordeste e seus impactos, cujo principal produto é um mapa mensal que acompanha a situação da seca, disponibilizando as informações de forma ilustrativa, depois de validadas por técnicos locais que vivenciam a seca em seu cotidiano. O mapa leva em consideração dados de monitoramento e os impactos concretos no abastecimento, agricultura e pecuária, dentre outras áreas, para apresentar o retrato mais recente e fiel possível da seca de maneira periódica.

Fonte: O Estado
Fortaleza, 18.11.16