Nilo Emerenciano

TRÊS VELHINHAS

Eram três irmãs, pequenas, mirradas, velhinhas. Clara, Bela e Moça. Moravam em uma casa que ficava por trás da nossa. De cima do muro ou dos galhos da mangueira eu podia ver o quintal e a porta da cozinha, e pelos menos uma delas sempre se…

A MÁGICA DO FUTEBOL

O campeonato conhecido como brasileirão acabou na quinta feira. Deveria ter sido chamado Covidão, devido às suas estranhas características: estádios sem torcida, a presença de um elemento novo, o VAR, atrapalhando mais que ajudando, times…

CRENÇAS, CRENDICES E COSTUMES

Estamos em 2021, lutando contra o vírus e a incompetência dos nossos gestores. Tentando sorrir e fazer da tristeza de um carnaval que passou sem festa, sem fanfarras e sem folia, uma alegria acabrunhada. E uma notícia da última sexta-feira…

As estrelas da cidade

- Uma cidade são seus habitantes. Não apenas aqueles transeuntes anônimos, contados com a frieza das estatísticas oficiais. Falo das pessoas com quem a gente convive, às vezes estreitamente, outras apenas se esbarrando pela vida. Mas…

O QUE EU COSO?

Em tempos de pandemia, reclusão, medicamentos e gestores ineficazes, vacinas que chegam aos poucos e gente morrendo aos montes, a gente se põe a lembrar das até bem vindas doenças obrigatórias dos anos da infância. Digo obrigatórias porque…

TOURADA NO JL

Poucos lembram, mas a cidade do Natal foi palco, em vários momentos da sua história, de eventos e costumes no mínimo insólitos. Câmara Cascudo, em sua História da Cidade do Natal, relata a existência de um triste costume, a peregrinação…

O Diabo na Terra do Sol

Será que o diabo existe e é mau como o pintam? Chupa manga? Ou será tudo apenas fruto da crendice e invenção dos povos primitivos? Em pleno século XXI em que, tal como na Idade Média, somos assolados por uma terrível pandemia que mata…

DE FEIRAS, BODEGAS E TRADIÇÃO

Sendo o mais novo de dois irmãos, sobrou para mim a tarefa de comprar coisas para a minha mãe. Fazer mandados, como se dizia nesse tempo sem celulares nem serviço de delivery. “ Menino, vá ao Café São Luís e diga assim:-Eu quero um pacote…