Unidade Hospitalar de Campanha do Belo Horizonte atende mais de 1,4 mil pessoas em maio

A Unidade Hospitalar de Campanha do Belo Horizonte segue ofertando atendimentos de saúde a inúmeros mossoroenses que precisam de assistência hospitalar durante o período de pandemia da covid-19. São 35 leitos clínicos e 5 salas vermelhas (Unidades de Cuidados Intermediários) disponíveis à população. Somente no mês de maio, a Unidade Hospitalar atendeu 1.405 pessoas suspeitas ou confirmadas do novo coronavírus, ajudando na recuperação de dezenas de usuários. Ainda atendeu 11 pacientes das cidades de Areia Branca, Governador Dix-sept Rosado, Baraúna, Pau dos Ferros e Natal.

De acordo com dados da Unidade Hospitalar, das 1.405 pessoas atendidas, 710 eram do sexo masculino e 695 do sexo feminino. Tendo registro de 371 casos positivados da doença, 193 homens e 178 mulheres. Ainda do número geral de atendimento, foram registrados 730 suspeitos e 304 casos negativados.

Desde a abertura da Unidade de Campanha, em maio, que o perfil dos usuários vem mudando em relação ao tipo de atendimento. Nos últimos dias a unidade registrou uma procura maior pelos leitos de UCI, chamadas de salas vermelhas. Os leitos clínicos também são utilizados, mas em uma frequência menor devido a mudança do perfil do usuário que busca atendimento. Mesmo assim, a Secretaria de Saúde vai continuar mantendo os leitos clínicos de baixo custo, uma vez que o cenário da pandemia pode mudar a qualquer momento e é preciso estar preparado caso ocorra essa eventualidade.

Mossoró foi uma das primeiras cidades do Rio Grande do Norte a montar sua Unidade Hospitalar de Campanha. O local é destinado a pacientes de Mossoró. A orientação é que a população de cidades vizinhas procure os hospitais Tarcísio Maia e São Luiz para atendimento.

PREFEITURA CONTRIBUI COM ABERTURA DE NOVOS LEITOS DE UTI NA CIDADE

No quesito salvar vidas, a Prefeitura de Mossoró não está medindo esforços. Recentemente emprestou respiradores para abertura de 5 novos leitos de UTI no Hospital São Luiz, uma vez que a procura por esses leitos vem crescendo. A Prefeitura vai continuar colaborando para abertura de novos leitos de UTI na cidade. A Prefeitura também instalou usinas de oxigênio nas UPAs, readequou sua rede de gases ampliando-a e colocando ar comprimido. Além de estar trabalhando, desde o início da pandemia, ações de conscientização e prevenção do coronavírus na Atenção Básica da Rede Municipal de Saúde.

Depois que a pandemia da covid-19 passar, todos os equipamentos que estão nos leitos clínicos dos containers serão enviados às Unidades de Saúde, após esterilização. Não vai haver perdas de equipamento por parte da Secretaria de Saúde.

Assecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *