Toque Esportivo com Sérgio Oliveira

Foto: Lucas Figueiredo/CBF – fotospublicas.com

ANVISA E AS REGRAS DO JOGO

Gostamos de futebol e alguns são apaixonados e até loucos por essa modalidade esportiva, porém as regras do jogo existem e precisam ser respeitadas. Já pensou, o sujeito acorda e diz: “Hoje vou pegar meu carro a 120 por hora e cruzar a avenida mais movimentada de minha cidade e não quero saber se tem cruzamento de rua, sinal verde ou vermelho, vou acelerar e não quero saber de nada”. No mínimo, depois de provocar outros estragos, ele acabaria com a própria vida. E não pode ser assim, existem as regras de trânsito que precisam e devem ser respeitadas. E não falo de favor, e sim de obrigação. Assim também é no futebol ou no geral da vida de uma cidade, um estado e um país. E no Brasil, entrando agora na discussão sobre a interrupção do jogo Brasil e Argentina, existe uma Portaria Interministerial de nº 655, de 2021, a qual prevê que viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia estão impedidos de ingressar no Brasil. Quatro jogadores da Argentina, pelas informações, mentiram ao informar que não haviam passado por nenhum desses lugares, quando na verdade residem no Reino Unido, ou seja, precisariam respeitar uma quarentena de 14 dias e isso já foi bastante divulgado. Então o que a Anvisa fez foi cumprir as regras do jogo. E tem mais, avisou antes. Só errou quando acreditou que os atletas não iriam a campo, pois teria que manda-los de volta ao país de origem logo que tomou conhecimento de suas presenças, ou então permanecer em quarentena no hotel. Na base do “se colar, colou”, não colou. Se o esporte e seus atores não quiseram ser exemplo respeitando a regra já existente, que a mão pesada da polícia e da justiça os façam entender. Estamos vivendo momentos difíceis e não podemos baixar a guarda, pois é nocaute certo.

 

NOGUEIRÃO SEM PÚBLICO

 

Ainda não será em 2021, apesar dos jogos do Campeonato Potiguar da Série B com as presenças de MEC e Baraúnas, que o estádio Nogueirão, em Mossoró, abrirá seus portões para receber o torcedor. Mesmo existindo a autorização do governo do Rio Grande do Norte para esse retorno nos estádios de futebol a partir do dia 17 de setembro. A mesma decisão diz que, inicialmente, o público será de 30% da capacidade do estádio, trazendo também a exigência que o torcedor tenha recebido as duas doses da vacina contra a Covid-19 ou dose única.

 

Acontece que, em relação ao estádio Nogueirão em Mossoró, ainda existe a exigência de algumas reformas para a sua liberação. Mesmo com a municipalização isso ainda não aconteceu e, de acordo com previsões de assessores da prefeitura, o serviço paralisado no período mais difícil da pandemia do novo coronavírus ainda será retomado e, somente para o Campeonato Estadual do próximo ano os portões serão abertos para o torcedor. Isso posto, apesar do chamado “novo normal e momento”, ainda tem problemas antigos chutando o futebol de Mossoró pela linha de fundo. Aguardemos então por 2022.

 

 

IRRITANTE

 

Cada um reage à sua maneira, e eu respeito. Porém de minha parte a irritação é certa quando vejo o tal do protocolo no lance de impedimento no futebol. Sou capaz até de afirmar que, mesmo cumprindo a determinação, alguns árbitros e assistentes não gostam nada da situação. Antes era muito mais justo marcar o impedimento logo no seu nascedouro. Agora é preciso esperar a conclusão da jogada, como o nome de “protocolo” para acionar a bandeirinha. Isso tem gerado problemas e, não vejo razão para continuar, principalmente por conta da presença do árbitro de vídeo, pois tudo acaba lá mesmo. Marca logo no primeiro momento e, se gerar dúvidas, é só conferir com a turma da cabine. É fácil, não entendo os motivos para complicarem.

 

PREPARAÇÃO

 

Última semana de preparação antes da rodada de estreia do Campeonato Potiguar da Série B, também conhecida como a “segundona”. E, aproveitando a reta final, quem andou testando seu time foi o Baraúnas. O tricolor jogou partida amistosa em Pau dos Ferros, com empate sem gols contra a Desportiva Pauferrense. Outro tricolor que também andou jogando e empatando, 1 a 1, foi o Potyguar de Currais Novos contra a Seleção do Trairi. Agora é correr atrás da regularização dos jogadores e acertar o time nos dias de treino que ainda restam. Lembro mais uma vez que a primeira rodada acontece no dia 13 de setembro e será complementada no dia 14, uma segunda e terça-feira. Serão dias de tensão antes do primeiro jogo, afinal, vale uma vaga na divisão principal do próximo ano e, como é uma competição curta, é importante pontuar logo no primeiro compromisso.

 

 

CAMPEÃO

 

Depois de deixar escapar o ouro olímpico e, tentando esquecer aquilo que deu errado e concertar tudo para o futuro, a Seleção Brasileira de vôlei masculino, começou bem sua trajetória rumo a Paris, sede das próximas Olimpíadas. Para fechar bem a temporada conquistou o Campeonato Sul-Américano de Vôlei ao derrotar o selecionado da Argentina na partida decisiva. Placar de 3 sets a 1. O melhor de tudo foi acompanhar no time o aproveitamento de jovens jogadores, na faixa dos 20 anos de idade, que começam a ganhar ritmo e experiência. A turma mais nova entrou e deu conta do recado respondendo bem no entrosamento e variação de jogadas junto com os mais experientes. Previsão de dias felizes para o voleibol do Brasil. Quadro que também vale quando se fala na equipe feminina.

 

MATA

 

A primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D já se foi e, que bom, os dois representantes do Rio Grande do Norte, ABC e América, ainda estão vivos na competição. Agora na fase dois começa o chamado “mata-mata”, fase de lembranças não muito boas para o time alvirrubro que tem despencado do torneio nacional quando chega esse momento. Mas, por enquanto, fica a nossa torcida pela mudança e quebra de tabu, com o América seguindo e ultrapassando essa nova meta. Seu adversário nos próximos dois jogos será o Itabaiana, começando em casa na Arena das Dunas, neste sábado, às 15:00. Já o ABC, por ter melhor campanha, joga no campo do adversário na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, domingo, 16:00, contra o time do Retrô e decide a vaga em seus domínios. Importante um resultado positivo no primeiro jogo para ganhar tranquilidade no segundo e, é a meta, assegurar a classificação dos dois potiguares.

 

TCHAUZINHO

 

A repórter se esforçou para mostrar que Neymar deu tchauzinho para o torcedor ao chegar em Recife no desembarque da seleção brasileira para mais um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo. Ela só esqueceu de citar que “o menino Ney” recebe bônus de 541.680 euros, algo em torno dos R$ 3,3 milhões, para ser “cortês, pontual, simpático e acessível aos torcedores”. Quem disse foi o jornal espanhol “El Mundo”, afirmando ser uma das cláusula do contrato com o PSG. Então, para treinar e não perder o costume no retorno ao seu clube, ele vai repetindo o gesto na seleção, ou seja, o tchauzinho do brasileiro custa três milhões de reais. Se fosse ele ainda mandava uns beijinhos de bônus, mesmo que falso, já que é tudo por dinheiro. É absurdo, porém se alguém se dispõe a pagar, não é nenhum crime Neymar ou qualquer outro jogador receber.

 

Rapidinhas

 

A prefeitura do Rio liberou 30% do púbico no Maracanã. Grêmio ameaça não entrar em campo contra o Flamengo.

 

MMA, o ex-presidente Trump, dos Estados Unidos, será comentarista na luta entre Vitor Belfort e Holyfield. Esse gosta de agiar.

 

O Potiguar, em Mossoró/RN, segue com seu trabalho de “garimpar” jogadores. Vai montando a base para 2022.

 

APESAR dos bons reforços, o Corinthians ainda não emplacou bons resultados no brasileirão. Estrada longa e difícil.