SEM VALOR

A vida perdeu o sentido para alguns e se tornou uma coisa banal quando estamos falando do ponto de vista de um bandido. Isso a gente ver quase que diariamente em todo lugar. Pessoas sendo mortas ou atacadas por bandidos inescrupulosos sem dó nem piedade por motivos fúteis ou em troca de dinheiro como se tudo fosse normal ou corriqueiro.

Essa banalidade tem nome: impunidade. A certeza de que não serão punidos faz com que pessoas aparentemente normais enveredem para o mundo do crime de forma fácil e natural por acharem duas formas de conseguirem dinheiro: a primeira é pela impunidade e a segunda para obter recursos fáceis para manter uma vida com padrão dentro de uma sociedade que valoriza mais o ter do que o ser.
Por isso temos assistido tantas vidas de inocentes sendo ceifadas, pagando por dívidas que não fizeram ou porque cometeram algum deslize dentro da sociedade. Além do mais hoje ainda enfrentamos uma decadência de relacionamento no que tange ao respeito e à moral, pois a geração atual não sabe sequer se comportar diante dos mais velhos, imagine conviver com normas e regras que preservem o bom costume e a boa convivência.

Portanto, chegamos a um ponto em que a sociedade brasileira está perdendo seu rumo, já que o nosso modelo educacional não contribui para formar cidadãos com o perfil comportamental para coletividade, as nossas leis protegem mais do que punem, os exemplos de nossas autoridades têm fugido da normalidade e por isso não há mais aquela sincronia social que incentive o moralismo, a ética, o respeito ao próximo, a solidariedade etc, o que vemos é o desencadeamento da violência e de formas de vidas que contradiz o verdadeiro sentido de se viver em sociedade.

MOMENTO DIFÍCIL
A cidade de Frutuoso Gomes tem sentido de forma direta a seca que assola o Nordeste. Essa semana a Caern anunciou que não tem mais como manter o abastecimento de água no município em virtude do reservatório que atende a cidade estar sem condições por estar abaixo do chamado “volume morto”. Agora a cidade será a 12ª a ficar nessas condições.

NECESSÁRIO
O Hospital da Mulher em Mossoró se tornou de suma importância para a saúde da região, já que atende a muitas mulheres que vem de outros municípios ter seus filhos aqui ou que vem com algum tipo de doença infantil. Por isso, essa de fechar hospital não é bom para ninguém, principalmente com o déficit que se tem nessa área aqui na região Oeste. Vamos torcer para que o governo não só mantenha o Hospital da Mulher aberto, mas que cumpra suas promessas de construir outro hospital em Mossoró.

COMPLICANDO
Essa notícia de que o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, PSD, quer antecipar receitas dos royalties não é boa para a população e muito menos para os próximos prefeitos, já que isso acontecendo irá deteriorar ainda mais as contas da prefeitura e comprometer o futuro do município. Isso só demonstra o quanto à administração atual está com dificuldades de acertar suas contas tomando as medidas certas.

FAZENDO FALTA
Essa semana depois da notícia de que o Hospital da Mulher poderia fechar e da repercussão de outros problemas existentes em Mossoró na mídia como um todo, os vereadores externaram a falta que faz um representante da cidade na Assembleia Legislativa, isto porque, os deputados que tiveram votações expressivas aqui não estão nem aí para o município. Essa é mais uma lição para Mossoró e região.

INVESTINDO
O prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira, tem conseguido fazer sua administração andar com muita competência. Haroldo, além de manter todos os serviços básicos funcionando a contento, ainda tem realizado investimentos importantes em obras que estão beneficiando e irão beneficiar a população de forma direta, tanto na zona urbana quanto na rural. Haroldo marcha para se tornar o melhor prefeito daquele município. Anotem!

SEM AÇÕES

Até o momento a população da região Oeste ainda não sentiu um esforço dos deputados que foram eleitos com voto dos oestanos, entre eles estão Galeno Torquato e Manoel Souza que até aqui não têm feito uma defesa a contento dos problemas que estão sacrificando o povo, principalmente no que se refere à seca. É preciso mais empenho por parte desses deputados, pois tiveram a confiança da população que agora necessita de sua voz no parlamento para tentar melhorar suas vidas.

SEM RUMO
A presidente Dilma Rousseff continua com dificuldades de manter sua base aliada e, para completar, os números da economia não melhoram. Este mês a queda na arrecadação foi maior do que o esperado, o governo aumenta a dificuldade em honrar seus compromissos em dia, principalmente no que se refere a investimentos. O país está agonizando e as medidas tomadas ainda não surtiram efeito.