Sebrae orienta empreendedores a investirem em atendimento para ampliar vendas

O final do ano é o período mais aguardado por comerciantes devido ao aumento nas vendas para o Natal e réveillon. Nesta época, as oportunidades de vendas também são maiores para os microempreendedores e empresas de pequeno porte. Consultores do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) orientam os empreendedores a investir no bom atendimento para aumentar as vendas e fidelizar clientes.

“Você deve fazer o que seu vizinho não faz, pois a procura dos clientes aumenta, mas a concorrência também. Outro ponto essencial é investir no atendimento de qualidade, com vendedores especializados. Os vendedores devem ser consultores e conhecer sobre os produtos, podendo orientar melhor os clientes, que voltarão à loja depois”, explica a analista do Sebrae Ruth Suzana Maia.

A consultora afirma que os empreendedores devem estar atentos ainda ao estoque e elaboração de promoções. Ela conta que, na expectativa de aumentar as vendas, muitos empreendedores acabam comprando mercadorias demais ou fazendo promoções sem resultados positivos para a empresa.

“Quando acabar este período de vendas para o Natal, os empreendedores podem fazer um balanço do estoque, movimentação na loja e volume de vendas. Caso detectem problemas, o Sebrae conta com capacitações na área de gestão e consultorias em diferentes áreas”, disse.

O período pós-natalino é o momento em que as lojas recebem muitos clientes em busca de trocar mercadorias. Este, aponta o Sebrae, é o momento ideal para que os empreendedores façam promoções para retirar do estoque produtos que não foram vendidos para o Natal, e assim começar o ano de 2016 com peças novas.

Tradicionalmente, os setores de venda de roupas, calçados e brinquedos costumam vender mais nesta época e, consequentemente, receber o maior volume de clientes em busca de trocas. Embora o Código de Defesa do Consumidor (CDC) só preveja a troca em caso de mercadoria avariada, oferecer o serviço é um diferencial que pode atrair clientes, principalmente nesta época, quando muitas pessoas buscam trocar presentes recebidos.

Internet pode ser um bom caminho para ampliar vendas

Com a modernização e maior acesso das pessoas à internet, cada vez mais pessoas têm deixado o medo de fazer compras online. De acordo com pesquisa feita pela empresa eMarketer, o comércio eletrônico no Brasil deve faturar US$ 19,79 bilhões este ano, o que representa alta de 17,3% em relação ao ano de 2014. Porém, assim como as lojas físicas, é preciso fazer com que o site da empresa também se destaque entre os demais.

Entre as dicas do Sebrae para melhorar as vendas na internet estão a adaptação da home page (página inicial da loja) para que chame a atenção dos clientes para promoções, bem como dispor de uma diagramação especial, a navegação no site precisa ser fácil e mostrar detalhes do produto, com recurso de zoom e informações detalhadas.

Outros pontos que podem ajudar nas vendas pela internet são a disponibilização de testemunhos positivos de quem já comprou no site ou loja física. Entretanto, a principal orientação é respeitar o prazo de entrega e oferecer produtos de qualidade. Já um dos desafios no setor é adaptar o layout dos sites para acessos por plataformas móveis como celulares e tablets.