Reprovação sobre desempenho de Bolsonaro cresce e vai a 55%

O percentual da população que avalia o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) como negativo chegou a 43,4%, de acordo com a pesquisa do Instituto MDA encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta terça-feira (12).

O número representa mais um aumento de 12,4 pontos percentuais desde janeiro, quando o percentual era de 31%. Naquele mês, as avaliações negativas do primeiro ano mandato de Bolsonaro já representava o pior resultado desde 2004, quando 15% da população avaliou o primeiro ano do governo Lula (PT) como ruim. A avaliação também perde para o primeiro ano do mandato de Dilma Rousseff (PT), avaliado como negativo por 7% dos brasileiros. Não há dados sobre o primeiro ano de governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), uma vez que série histórica começou em 1998.

Quanto às avaliações positivas, Bolsonaro também piorou em relação a janeiro. No entanto, 32% dos brasileiros continuam avaliando o governo do capitão reformado como positivo – uma queda de 4,5%. O estudo foi realizado a partir de aproximadamente duas mil entrevistas, entre 7 e 10 de maio, correspondentes de 494 municípios de 25 estados, e apresenta uma margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Brasil de Fato