Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo

VERDADES DO CORAÇÃO

” Cristo, o rei universal, jamais irá abandonar de você! “(Teólogo Ricardo Alfredo)

PENSAMENTOS – a busca por entendimento

Os pensamentos me afligem, e os sentimentos esquadrinham o coração em busca de uma resposta. Aflige-me perguntar: Qual o motivo de estamos aqui? Que razão é essa que superar a própria razão? Que espera é essa, que mesmo tudo escuro, espera a luz? Que certeza é essa que brota da alma, a dizer que lá do universo, longe, virar a resposta. Porque as aparentes coincidências, diz ao coração que existem motivos mais profundos? E assim, o coração, a mente e o corpo se acalmam em tentar compreender as razões de existir ao ouvir a voz de Deus, nos ventos respondendo cada pergunta. (escritor Ricardo Alfredo)

PENSADOR

“Não há afirmação mais política do que dizer que política e religião não se misturam”. (Desmond Tutu)

CONSTATAÇÃO TEOLÓGICA – a igreja atual e a igreja de Jesus Cristo

Todos os que pesquisam e falam sobre teologia, tem o mesmo sentimento: as igrejas atuais fizeram uma maldade profunda ao Evangelho de Cristo e a sua igreja. Certeiramente, sua cabeça deve estar voando em pensamentos, a se perguntar, que maldade foi feita? Se olhamos com calma e com a visão do Espirito de Deus, fica fácil perceber que a igreja atual abandou a mensagem bíblica de: salvação, temor, inferno, obediência, santidade, adoração, pecado e céu.

Em nos dias, quase todos os pregadores de púlpitos não discorrem sobre o reino de Deus. Por que esse assunto não faz sucesso. Não o leva ao mídias sociais, nem a convites milionários para pregar. E assim a mensagem de hoje é: Deus vai te tirar dessa prova, Deus vai te dar um carro novo, Deus vai te tornar o maior empresário da cidade e exaltar seu nome, Deus vai lhe tornar importante, Deus via fazer seus inimigos cair por terra, quem lhe desprezou vai ter lhe honra, e assim por diante.

Mediante ao exposto, convido você para analisar comigo. A principal mensagem bíblica, não é Cristo o salvador do mundo? Aquele que se humilhou ao tomar forma humana, sendo Deus para que toda humanidade tivesse acesso ao pai? O objetivo da igreja não deveria ser anunciar o evangelho da salvação, da transformação e do rei de Deus!

Todavia, a igreja atual, só pensa em prata e ouro e com acréscimo de poder politico a qualquer custo. E assim o reino e sua mensagem é abandona para tratamos apenas das coisas matérias, com a desculpe de futuro perigos para igreja. Entretanto, é bom lembrar que a defesa da igreja é feita por homens, mais pelo Espirito Santo.

E assim, a igreja de Jesus não precisa de prata, ouro ou poder terrestre, pois seus olhos estão fixo nos céus e na mensagem da cruz. (Escritor: Ricardo Alfredo)

ORDEM

“Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”. (Josué 1:9)

O PODER RELIGIOSO E O PODER JUDICIÁRIO

A discussão recorrente nas últimas eleições, em torno do denominado “abuso do poder religioso”, voltou à cena após voto do Min. Edson Fachin no TSE, no qual propôs, para o pleito de 2020, o reconhecimento de um tal “ilícito” como “abuso de autoridade”. O “culpado” seria punido até com a cassação do mandato.

O ministro tem vasto conhecimento jurídico e brilhante carreira acadêmica, mas até os mais eruditos se equivocam. Somos forçados a divergir, vez que a tese do “abuso de autoridade religiosa” não tem absolutamente nenhum respaldo na legislação. Simples assim.

O crime de “abuso de poder religioso” afronta a Constituição, que tem como um de seus fundamentos, no art. 1º, o pluralismo político e inclui entre os direitos e garantias individuais, no art. 5º, que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”. A Carta também adota o modelo da colaboração ao vedar que o Poder Público crie “distinções entre brasileiros ou preferências entre si”, no inciso terceiro do art. 19.

A tese está amparada em uma visão equivocada, que tenta excluir as pessoas de fé do debate público. O Estado é laico, não laicista. Logo, não se pode querer colocar quem tem fé e a assume para fora da arena pública.

Em 2017, vale lembrar, o próprio TSE (RO nº 265.308 – RO) decidiu que nem a Constituição e nem a legislação eleitoral contemplam a figura do “abuso do poder religioso”, porque, afinal, o Congresso Nacional jamais criou essa figura específica. Se o Judiciário criasse esse crime eleitoral, haveria um ativismo inaceitável, com mais uma invasão das competências do Legislativo – além do desrespeito ao texto constitucional.

Além disso, a tipificação do ilícito eleitoral em face somente dos religiosos tornaria flagrante uma discriminação negativa, que podemos chamar, neste caso, de perseguição religiosa. Não há debates dessa natureza aplicada sobre outros setores da sociedade. Ainda que possa haver excesso e até mesmo coação psicológica para direcionar os votos dos eleitores de outros grupos, dificilmente será levantada hipótese de “abuso de poder ambientalista”, “ruralista” ou “sindicalista”. Nessas situações, a influência é considerada legítima, como o simples exercício da liberdade de pensamento e convicção filosófica.

Se os religiosos fossem proibidos de falar sobre votar em quem compartilha seus valores, o TSE teria que vetar manifestações de artistas, jornalistas, jogadores de futebol, intelectuais, professores e tantos outros grupos. Ou seriam os religiosos uma categoria inferior de cidadãos? Por que só alguns têm que ficar amordaçados?

Todos podem falar sobre política, menos os religiosos? Isso ocorre porque são imaturos, são a escória, são incapazes de abordar temas complexos e fundamentais para o país? Isso chega a soar ofensivo. Quem quiser criar uma igreja é livre para tanto. Mas, no Brasil, inexiste previsão para alguém querer controlar ou censurar as igrejas alheias. A quem interessa calar quem tem fé? Quem quer disputar votos sem debate? Ou será que, na falta de credibilidade e argumentos para obter os votos de pessoas religiosas, alguns preferem “resolver o problema” impedindo a voz de quem pensa diferente?

Aliás, essa tal “coação moral de natureza eleitoreira” é muito mais frequente em universidades e shows multitudinários do que nas igrejas. O Estado Democrático de Direito não admite tratamento diferente para liberais e conservadores, sindicatos e igrejas, artistas e ministros religiosos.

Isto sim seria antidemocrático e configuraria um Estado fascista. A defesa do “abuso do poder religioso” é fundamentada por uma visão distorcida e preconceituosa sobre as pessoas religiosas, como se fossem acríticas e facilmente manipuladas por seus líderes.

Também é uma ideia que, de forma um tanto arrogante, quer tutelar as pessoas, como se o Estado, através de seus “sábios”, tivesse mais capacidade que as pessoas do povo. É uma ideia que despreza a autonomia dos indivíduos.

Michael Sandel, professor de Harvard, observou que pessoas encaram a disputa política a partir de suas visões de mundo. De forma legítima, alguns cidadãos extraem sua visão de mundo a partir da religião. Segundo Sandel, embora seja aparentemente uma medida de tolerância pedir aos cidadãos democráticos que abandonem suas convicções morais e religiosas ao entrar na esfera pública, isso evidencia, contrariamente, uma falsa neutralidade na discussão de questões públicas.

De acordo com esse autor, “em vez de evitar as convicções morais e religiosas que nossos concidadãos levam para a vida pública, deveríamos nos dedicar a elas mais diretamente – às vezes desafiando-as e contestando-as, às vezes ouvindo-as e aprendendo com elas”.

O próprio Supremo Tribunal Federal, na ADPF 548, garantiu a livre manifestação de ideias em universidades durante período eleitoral, cassando atos que proibiam o debate no ambiente acadêmico. Por que, dentro das igrejas e dos templos de qualquer culto, tal garantia não pode ser aplicada? Estudantes e professores universitários têm mais direitos do que os religiosos que não participam da academia? A fé faz de alguém um cidadão de segunda classe?

O TSE não pode legislar, isso é antidemocrático. Só quem se submeteu ao crivo do voto popular pode criar normas gerais. Onze ministros, mesmo bem-intencionados, não podem querer ocupar o lugar de 513 deputados e 81 senadores, os quais, eles sim, têm legitimidade para criar leis. No Congresso há negociação, debate e representatividade social que inexiste no STF. Há mandatos, os quais garantem maior respeito ao povo. Por fim, há controle posterior, o que garante o equilíbrio dos Poderes e a chance de correção de eventuais erros. Quando os juízes legislam, aí sim é que temos abuso de autoridade.

Os limites eleitorais, obviamente, devem ser respeitados e coibidas as propagandas irregulares dentro dos templos, eventual abuso de poder econômico e dos meios de comunicação, quando usados pela religião. Mas isso deve ser feito dentro das regras eleitorais, não através da criação de um tipo específico que criminaliza a política no âmbito religioso.

O voto do ministro parece querer suscitar a velha e ultrapassada afirmação de que política e religião não se misturam. Desmond Tutu disse que “não há afirmação mais política do que dizer que política e religião não se misturam”. O Judiciário não pode criar lei, e, se pudesse, jamais uma que discrimina e acaba por perseguir quem tem valores religiosos. Isso violaria a Constituição e o art. 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Esperamos, respeitosamente, que o TSE não queira tornar “lei” está equivocada tese acadêmica, que não sobrevive à luz da própria Lei Magna, o que seria ativismo equivocado, discriminatório e inconstitucional. (gospelprime.com.br)

A POLÍTICA, OS POLÍTICOS E OS ELEITORES

A sociedade atual tem uma repulsa pela política e pelos políticos. Essa indignação se dar por conta da falta de respeito, dignidade, moral e principalmente por falta de honestidade. E deste modo há um distanciamento desta com a política. Entretanto, o mais correto é voltamos a atual a nos aproximar da política e dela fazer parte ativa e participativa.

Dentro da realidade, é fato que a política foi instituída com princípios, idealizados na liberdade, fraternidade e igualdade. Porém, temos percebido e visto, que a funcionalidade política está fundamentada em princípios não republicanos.

Dentro dos princípios republicanos temos o ideal que é o bem comum, que deveria ser a maior preocupação da ala política, visto que, a organização da sociedade civil tem uma base a manutenção do servir. E este servir é a maior ferramenta de evolução do bem comum.

Diante do quadro histórico da política e dos políticos, grande parte da população, no processo de decepção e angústia com a realidade vivida, acaba deixando de lado o a essencial da política que é bem comum. Já sendo senso comum, que a política e os partidos somente trabalham em benefício próprio, e quando menos se espera em corrupção ativa ou mesmo passiva. O que vem gerando o afastamento do mais honestos que passam apenas a criticar pelo senso comum que é: “A política e quem está associada a ela não presta!”.

Diante do exposto em tela, fica evidenciado que a população criou um clima de negatividade para a política, o que naturalmente levou a um distanciamento dos rumos da nação e permitiu que maus políticos mantivessem os rumos onde se encontrar, corrupção institucionalizada.

Como o conceito de bem comum é amplo, se faz necessário que possamos compreender os seus princípios básicos que são: a finalidade, a noção do bem, a noção de participação, a noção de comunidade e a noção de ordem.

A finalidade – tem como base compreender como algo é elaborado e feito, e qual a sua essência, o que motiva ou qual o seu objetivo ou resultado.

A noção de bem – Este é um princípio que vem de sendo passada moralmente de geração em geração: “nunca faça para os outros o que você não gostaria que fizessem para você” e com a premissa de que “meu direito termina quando começa o do outro”.

A noção de participação – A ideia principal é “se tornar parte”. A política não é feita sem a anuência de todos nós. A política também opera gerada por nossa ignorância do tema, pela nossa omissão ou mesmo interesse escusos. E em todos esses fatos adotamos partido, o da negligência ou condescendência.

A noção de comunidade – se constitui a partir da finalidade, com a noção de bem e de participação e se fundamenta no sentimento de solidariedade e igualdade com os demais membros da comunidade.

A noção de ordem – este princípio tem como finalidade a cooperação de normas, que deveram ser harmônicas, e apontem para um equilíbrio social.

Certamente, ao ler o texto se tem uma ideia de se passar para os políticos todas as linhas do bem comum. Entretanto, quando se ler minuciosamente as entre linhas de forma direta ou indireta trata de quem, ativamente é eleitor. Pois as mudanças políticas só serão concretizadas quando a participação das comunidades for mais ampla, tanto no período da eleição como pós eleição.

Portanto, o bem comum é uma estratégia de existirmos, coexistirmos e convivermos em sociedade de forma harmoniosa e assim contribuímos para o

interesse público. Ou seja, quando a conscientização política do bem comum, for tratada como fundamental, então estaremos tratando as doenças que rodeiam este século, que é: o individualismo, do egoísmo, da falta de paciência e de amor ao próximo.

HOMENAGEM

 

 

Uma medalha da câmara Municipal de Mossoró. Sendo recebida das mãos da vereadora Cícera Nogueira e do amigo e pró-reitor Aldo.

PENSADOR

“Mesmo desacreditado e ignorado por todos, não posso desistir, pois para mim, vencer é nunca desistir”. (Albert Einstein)

NOTA OFICIAL DA IEADERN

A Diretoria da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte (IEADERN), considerando o Decreto nº 29.583 do Governo do Estado do Rio Grande do Norte que suspende as atividades coletivas como cultos e congêneres em igrejas, mas que, em caráter excepcional, por meio da Portaria nº 001/2020-SESAP/SESED, permite a abertura destas para o funcionamento exclusivamente interno, sem presença de público, como no caso de transmissões online, bem como permite também o funcionamento ao público externo exclusivo para orações individuais, informa que todos os templos da IEADERN podem ser usados para os fins supracitados, desde que sejam respeitadas as recomendações da autoridade sanitária, especialmente o distanciamento mínimo de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas, a limitação de 1 (uma) pessoa para cada 5 m² (cinco metros quadrados) de área do estabelecimento e frequência não superior a 20 (vinte) pessoas, cabendo a cada dirigente do templo a responsabilidade em assegurar o controle e a higienização do local, bem como orientar os frequentadores acerca dos riscos de contaminação, e ainda, vedar o acesso de pessoas do grupo de risco para o novo coronavírus (COVID-19). Natal-RN, 4 de abril 2020.

PENSADOR

“Às vezes as estrelas correm nos céus em sentidos contrários, sem deixar de se olharem”. (Escritor Ricardo Alfredo)

A POESIA NA MÚSICA – Depois do Prazer (grupo: Só Pra Contrariar)

Tô fazendo amor com outra pessoa,

Mas meu coração vai ser pra sempre teu.

O que o corpo faz, a alma perdoa.

Tanta solidão, quase me enlouqueceu.

Vou falar que é amor,

Vou jurar que é paixão

E dizer o que eu sinto

Com todo o carinho,

Pensando em você.

Vou fazer o que for

E com toda a emoção.

A verdade é que eu minto,

Que eu vivo sozinho.

Não sei te esquecer…

E depois acabou!

Ilusão que eu criei.

Emoção foi embora

E a gente só pede

Pro tempo correr.

Já não sei quem amou.

Que será que eu falei

Dá pra ver nessa hora

Que o amor só se mede

Depois do prazer.

Fica dentro do meu peito

Sempre uma saudade.

Só pensando no teu jeito

Eu amo de verdade.

E quando o desejo vem

É teu nome que eu chamo.

Posso até gostar de alguém,

Mas é você que eu amo.

Vou falar que é amor,

Vou jurar que é paixão,

E dizer o que eu sinto

Com todo o carinho,

Pensado em você.

Vou fazer o que for

E com toda a emoção.

A verdade é que eu minto,

Que eu vivo sozinho.

Não sei te esquecer.

E depois acabou!

Ilusão que eu criei.

Emoção foi embora

E a gente só pede

Pro tempo correr.

Já não sei quem amou.

Que será que eu falei.

Dá pra ver nessa hora

Que o amor só se mede

Depois do prazer.

Fica dentro do meu peito

Sempre uma saudade.

Só pensando no teu jeito

Eu amo de verdade.

E quando o desejo vem

É teu nome que eu chamo.

(É teu nome que eu chamo)

Posso até gostar de alguém,

Mas é você que eu amo

(Você que eu amo)

Fica dentro do meu peito

Sempre uma saudade. (saudade)

Só pensado no teu jeito

Eu amo de verdade.

E quando o desejo vem

É teu nome que eu chamo.

(É teu nome que eu chamo)

Posso até gostar de alguém,

Mas é você que eu amo.

(Você que eu amo)

Fica dentro do meu peito

Sempre uma saudade… Saudade…

PENSADOR

“A lição é a seguinte: nunca desista, nunca, nunca, nunca. Em nada. Grande ou pequeno, importante ou não. Nunca desista. Nunca se renda à força, nunca se renda ao poder aparentemente esmagador do inimigo”. (Winston Churchill

O MAIOR VALOR…

“Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. ” Salmos 84:10ª. Analisando o versículo fica claro que não há nada melhor do estarmos na casa de Deus, anunciando a salvação em Cristo, trabalhando em sua obra, sendo um canal de benção para as pessoas, sendo tocado pelo Seu amor!!! Mesmo com as lutas e dificuldades que enfrentamos podemos lembrar de Seu amor e certificar mais uma vez de como VALE A PENA viver em Seus átrios!! Mesmo que eu não consiga enxergar eu sei que viver com Ele, sendo fiel em todos os momentos é INCOMPARÁVELMENTE MELHOR!!!

ELEIÇÕES

Como sempre a cidade Mossoró é pioneira. pois, está reunindo o maior número de pré-candidatas a prefeitura da cidade.

Como Mossoró é o segundo maior colégio eleitoral do estado do Rio Grande do Norte, as eleições terão a maior representação feminina na disputa pela prefeitura em sua história.

Eis a lista das futuras candidatas a prefeita:

A ex-vereadora Irmã Ceição, é pré-candidata pelo PTB, a evangélica tem grande aceitação no segmento evangélico.

A ex-prefeita Claudia Regina é pré-candidata pelo DEM, representante do ex-senador José Agripino Maia.

Deputada Isolda Dantas, é pré-candidata a prefeito pelo PT, e deverá receber o apoio da governadora Fátima.

A empresária Bianca Negreiros, é pré-candidata pelo PODEMOS, partido do senador Sargento Styvenson Valentim.

Dra. Ângela Schneider é pré-candidata pelo PRTB, partido do atual vice-presidente Hamilton Mourão.

PENSAMENTO – confiança

Não desista. Geralmente é a última chave no chaveiro que abre a porta. (Paulo Coelho)

POESIA

Eu sou aquela mulher

a quem o tempo muito ensinou.

Ensinou a amar a vida

e não desistir da luta,

recomeçar na derrota,

renunciar a palavras

e pensamentos negativos.

Acreditar nos valores humanos

e ser otimista. (Cora Coralina)

POSSE NA ASCRIM

 

 

Ascrim é a academia que reúne os escritores de várias outras academias, ou seja, é uma grande honra fazer parte deste seleto grupo de Escritores. (Colocando o sagrado manto em Ricardo Alfredo, a doutora Taniamá).

AT LAST

“Quem viveu um bom amor, jamais deixará de sonhar”. (Escritor Ricardo Alfredo)

ANIVERSARIANTE – meu professor

 

 

Graduação em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1971). Pós-Doutorado em Direito Constitucional pela Universidade de Coimbra (1994). Doutor em Direito Constitucional pela PUC/SP (1982). Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1981). Mestre em Ciências Políticas e Sociais pela Universidade de Lisboa (1975). Advogado Militante. Professor Titular de Direito Constitucional da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (aposentado). Ex-Conselheiro Federal da OAB. Ex-Presidente da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB (1991-2004). Membro da Comissão Permanente de Direito Constitucional do Instituto dos Advogados Brasileiros – IAB. Membro do Corpo Técnico da Revista de Informação Legislativa do Senado Federal. Membro-Relator da Comissão da OAB para Elaboração do Código de Processo Constitucional (desde 2014). Membro Efetivo da Associação Brasileira de Direito Processual Constitucional – ABDPC (Curitiba). Ex-Conselheiro na Comissão de Anistia (MJ). Professor Emérito da UFRN. Este é o grande Paulo Lopo. Nos parabéns ao mestre.

CONSELHO BÍBLICO – ser forte e corajoso

1- “Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará”. (Deuteronômio 31:6)

2- “Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor”. (Salmos 27:14)

3- “Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em ti. Em Deus, cuja palavra eu louvo, em Deus eu confio e não temerei. Que poderá fazer-me o simples mortal?” (Salmos 56:3-4)

AMOR VERDADEIRO

“Basta olha para Cristo. Ninguém ama, como Jesus Cristo ama”. (Escritor Ricardo Alfredo)

O ESCRITOR

“Escritor: não somente uma certa maneira especial de ver as coisas, senão também uma impossibilidade de as ver de qualquer outra maneira”. (Carlos Drummond de Andrade)

“Escritor é aquele estranho que gosta de ver o mundo de outra maneira”. (Ricardo Alfredo)

MOSSORÓ ULTRAPASSA A MARCA DE 150 ÓBITOS POR COVID-19 E TEM QUASE 4 MIL INFECTADOS

 

 

O boletim epidemiológico nº 111 divulgado na noite desta segunda-feira, 13, pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) mostra que Mossoró ultrapassou a marca dos 150 óbitos pelo novo coronavírus e se aproxima dos 4 mil infectados pela doença.

De acordo com o mais recente balanço, a Capital do Oeste contabiliza 151 mortes em decorrência da Covid-19. No último domingo, 12, a Sesap informava que a cidade tinha 148 óbitos provocados pelo vírus.

A mortalidade no município chegou a 50,8. Ainda segundo a secretaria estadual, a segunda maior cidade do RN tem 12 óbitos em investigação que podem ter como causa o novo coronavírus.

O número de casos confirmados subiu de 3.888 para 3.916 em 24 horas. Os casos suspeitos somam 2.542 e os descartados 3.805, que são aquelas pessoas que testaram negativo para a Covid-19.

A taxa de notificação para cada grupo de 100 mil habitantes em Mossoró está em 854,8. Já a de incidência supera 1.316 também para cada 100 mil habitantes.

O boletim divulgado ontem (13) pela Sesap atualiza para 1.404 o número de óbitos oficialmente confirmados. Na entrevista coletiva realizada no início da tarde eram 1.399 falecimentos no estado.

NÚMEROS DE MOSSORÓ

2542 casos suspeitos

854,8 taxas de notificação

3805 casos descartados

233 casos ignorados

3916 casos confirmados

1316,8 taxa de incidência

12 óbitos em investigação

37 óbitos descartados

151 óbitos confirmados

50,8 mortalidades. (Fonte: http://blogdoskarlack.com/)

 

DISPUTA PELA ASSEMBLEIA DE DEUS VAI PARAR NA JUSTIÇA, APÓS MORTE DE PASTORES

 

 

Grande Templo, sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Estado do Mato Grosso, tem capacidade para abrigar 22 mil pessoas sentadas

Com as mortes dos pastores Sebastião Rodrigues e seu filho Rubens Ciro, presidente e vice da Convenção Estadual da Igreja Evangélica Assembléia de Deus (Comademat), respectivamente, iniciou-se uma disputa pela liderança.

A disputa seria entre a cúpula do Estado, formada por 12 pastores de diferentes municípios que compõem a Diretoria Estadual da Igreja. Eles querem que o filho do pastor Sebastião assuma o cargo, informa o site Olhar Jurídico.

Do outro lado estão os pastores de Cuiabá que não aceitam e alegam que ele não preenche os requisitos básicos ligados a doutrina da Igreja, para um líder religioso.

O tesoureiro Gutemberg Brito Junior entrou com pedido na Justiça para que o pastor Enesio assumisse a administração. No pedido, é argumentado que a atual conjuntura do país exige que sejam tomadas várias medidas, de forma até mesmo urgente, para que os negócios sociais não sofram de maneira irreparável, o que, em último caso, poderá impossibilitar a continuidade das atividades da pessoa jurídica.

Uma liminar pede que o pastor Enesio Barreto Rondon assuma o cargo de administrador provisório até que transcorra todos os trâmites internos e demais formalidades legais.

Além disso, em perigo de demora, a falta de administrador poderia ocasionar um bloqueio das contas bancárias da Igreja e suspensão do cadastro junto à Receita Federal, situações que produziria “danos irreparáveis a organização religiosa”.

“Sem a nomeação de administrador provisório, e aguardando-se o costumeiro desenrolar da presente demanda, ao fim e ao cabo, poderá ser que a Igreja sequer tenha condições financeiras e administrativas de continuar suas atividades”, diz trecho do pedido feito pelo advogado Maury Borges da Silva nesta segunda-feira (13).

Contudo, a juíza em substituição da 9ِº Vara Civil de Cuiabá, Sinii Savana Bosse, pediu que o pastor Enesio comprove a aceitação ao cargo, já que no pedido não consta narrativa autoral.

“Posto isso, e sem mais delongas, determino que a autora, no prazo de 15 dias, proceda a emenda a petição inicial, afim de que comprove nos autos o aceite/anuência indicada, munidos das documentações pessoais necessárias, sob pena do seu indeferimento”, determinou.

Procurado, o novo presidente Estadual da Igreja, pastor João de França esclareceu que Enesio irá ficar no cargo de interino até novas eleições. E que o filho de Sebastião, Silas Paulo, foi indicado, mas deverá ser submetido a uma votação. “Ele foi indicado, mas tem que se submeter a uma votação. Então o Enesio não está disputando a presidência, mas está como interino até que ocorra o prazo para assembleia geral”, disse.

O pastor Sebastião Rodrigues de Souza, antigo presidente da Convenção Estadual das Assembleia de Deus do Estado de Mato Grosso e Vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil, morreu no dia 8 deste mês em decorrência do coronavírus. Seu filho, Rubens Siro de Souza, vice-presidente da Codemat, também morreu vítima da mesma doença no dia 3. (Fonte: Folha Gospel)

AS CANÇÕES ETERNAS – Pode alguém (Sara Araújo)

Pode alguém castigar o meu corpo ou tirar a visão dos olhos meus pode alguém destruir minha vida mas não vai me afastar do meu Deus nem a morte nem a vida nem os anjos poderão me roubar esta luz pode alguém me afastar da família querida só não vai me afastar de Jesus Pode alguém vasculhar meu passado ou tratar-me com ódio ou rancor Pode alguém publicar meus pecado mas não vai me afastar do Senhor nem a morte nem a vida nem os anjos poderão me roubar esta luz pode alguém me afastar da família querida só não vai me afastar de Jesus Pode alguém perseguir-me com fúria que eu não vou pronunciar nem um ai pode alguém me afastar dos amigos mas não vai me afastar do meu pai nem a morte nem a vida nem os anjos poderão me roubar esta luz pode alguém me afastar da família querida só não vai me afastar de Jesus

PENSAMENTOS

“guardo na alma o amago soluço”. (Escritor Ricardo Alfredo)

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?” (Escritor Fernando Pessoa)

ANIVERSARIANTE DA ACJUS

 

 

A sustentabilidade de uma grande instituição cientifica e social, é o seu quadro acadêmico. A ACJUS tornou-se reconhecida nacionalmente e internacionalmente graças ao profícuo trabalho nas áreas das ciências literárias e sociais, bem como devido o gabarito do seu sodalício. Nesse caminho, temos muito orgulho de contarmos em nossos quadros com o Jurista PAULO LOPO SARAIVA que hoje completa 82 anos de vida com muita disposição física e intelectual. Então, para o confrade PAULO LOPO SARAIVA um TFA com votos de saúde, paz espiritual e felicidade sempre. José Wellington Barreto Pela

Direção da ACJUS.

PENSAMENTOS

“Existe um tipo de saudade, aquela saudade boas”. (Escritor Ricardo Alfredo)

“Suporta-se com paciência a cólica dos outros”. (Escritor Machado de Assis)

POEMA

 

 

Escritora e poetiza Taniamá Vieira Barreto

DOCE ILUSÃO

Deixa minha mãe que eu fique aqui quietinha

Sonhando e imaginando coisas lindas

Aquelas coisas contigo já vividas

Coisas que se foram devagarinho

Deixa mãezinha que eu me incline,

E me deite junto ao teu corpo

Deixa que a minha imaginação se iluda

E crie e faça e ria e corra contigo no campo

Deixa mesmo que eu faça de conta

Que a vida contigo continua

Que a sua graça ainda aqui se encontra

E faz que as nossas vidas sejam bonitas

Deixa que fique mais um pouquinho contigo

E faça na tua cabeça um cafuné

Deixa que te prometo a partir de agora

Fazer tudo que você quer

Deixa minha mãe deixa

Que eu me iluda e fantasie

Como se tudo tivesse como antes

Deixa que eu viva nessa doce e feliz Ilusão.

A MALDADE

O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade. (Albert Einstein)

O AMOR DE DEUS

“Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. (Romanos 8:38-39)

“Deem graças ao Senhor, porque ele é bom. O seu amor dura para sempre”! (Salmos 136:1)

“O Senhor, o seu Deus, está em seu meio, poderoso para salvar. Ele se regozijará em você; com o seu amor a renovará, ele se regozijará em você com brados de alegria”. (Sofonias 3:17)

“Mas tu, Senhor, és Deus compassivo e misericordioso, muito paciente, rico em amor e em fidelidade”. (Salmos 86:15)

SUPERAÇÃO – cientista Stephen Hawking

O cientista Stephen Hawking teve sua movimentação comprometida durante a maior parte de sua vida. A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença neurológica, foi diagnosticada quando ele ainda era muito jovem. Mas, apesar da doença ter comprometido sua coordenação motora, sua capacidade intelectual se manteve intacta.

Quando a doença foi descoberta, os médicos deram ao físico não mais do que dois ou três anos de vida. Porém, para o bem da ciência, Hawking acabou vivendo 76 anos, mais de 40 deles dedicados à sua incrível carreira.

Stephen ganhou diversos prêmios, dentre eles um dos mais importantes dos Estados Unidos, a Medalha Presidencial da Liberdade. Além de ter sido membro da Sociedade Real das Artes e da Pontifícia Academia de Ciências, nomeado pelo próprio Papa João Paulo II.

Para se manter ativo, evitando a síndrome do encarceramento, o cientista fez uso de cadeiras motorizadas, sintetizadores de voz e outros acessórios, e sistemas complexos, que davam vida aos seus pensamentos.

REFLEXÃO – Uma Análise da Boa Semente – Salmos

Salmo 40 – o poder da fé

A ideia central deste salmo é exaltar a bondade de Deus e que há grande proveito em esperar em Deus.

Por outro lado, este salmo busca acalmar a alma e o coração dos que esperam em Deus.

Divisão teológica para estudo

1- Os Versículos 1 a 4 – as Benfeitorias de esperar em Deus

2- Os Versículos 5 a 10 — as maravilhas da esperar em Deus

3- Os Versículos 11 a 17 – a espera da misericórdia

O salmo em partes teológicas

1- Os Versículos 1 a 4: as Benfeitorias de esperar em Deus

1 Coloquei toda minha esperança no Senhor; ele se inclinou para mim e ouviu o meu grito de socorro.

2 Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou-me num local seguro.

3 Pôs um novo cântico na minha boca, um hino de louvor ao nosso Deus. Muitos verão isso e temerão, e confiarão no Senhor.

4 Como é feliz o homem que põe no Senhor a sua confiança, e não vai atrás dos orgulhosos, dos que se afastam para seguir deuses falsos!

2- Os Versículos 5 a 10 — as maravilhas da esperar em Deus

5 Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos!

6 Sacrifício e oferta não pediste, mas abriste os meus ouvidos; holocaustos e ofertas pelo pecado não exigiste.

7 Então eu disse: Aqui estou! No livro está escrito a meu respeito.

8 Tenho grande alegria em fazer a tua vontade, ó meu Deus; a tua lei está no fundo do meu coração.

9 Eu proclamo as novas de justiça na grande assembleia; como sabes, Senhor, não fecho os meus lábios.

10 Não oculto no coração a tua justiça; falo da tua fidelidade e da tua salvação. Não escondo da grande assembleia a tua fidelidade e a tua verdade.

3- Os Versículos 11 a 17 – à espera da misericórdia

11 Não me negues a tua misericórdia, Senhor; que o teu amor e a tua verdade sempre me protejam.

12 Pois incontáveis problemas me cercam, as minhas culpas me alcançaram e já não consigo ver. Mais numerosos são que os cabelos da minha cabeça, e o meu coração perdeu o ânimo.

13 Agrada-te, Senhor, em libertar-me; apressa-te, Senhor, a ajudar-me.

14 Sejam humilhados e frustrados todos os que procuram tirar-me a vida; retrocedam desprezados os que desejam a minha ruína.

15 Fiquem chocados com a sua própria desgraça os que zombam de mim.

16 Mas regozijem-se e alegrem-se em ti todos os que te buscam; digam sempre aqueles que amam a tua salvação: “Grande é o Senhor!”

17 Quanto a mim, sou pobre e necessitado, mas o Senhor preocupa-se comigo. Tu és o meu socorro e o meu libertador; meu Deus, não te demores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *