Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo

PENSAMENTO

“Restou–me, a fé”. (Teólogo e escritor: Ricardo Alfredo)

MEMORY II – O Deus que observa

Estamos passando por uma situação que construímos ao longo da nossa história, como cidadão do mundo. Plantamos, o ódio, o rancor, os muros da separação entre ricos e pobres, criamos modelos de corrupção e usamos a religião para nosso próprio desejo.

E neste intervir, a religião (Deus) foi motivo de zombaria, escárnio e desprezo pelos homens, que afirmavam, serem grandes e sábios.

A maior nação cristão do mundo, o Brasil, foi visto pelos meios de comunicação, em desfiles zombando de Deus e de Cristo.

Esqueceram que Deus é soberano, e a tudo vê e avalia. Tentaram mudar a palavra, destruir as famílias, dificultar os cultos e as missas, e tentaram apagar o bom nome de Jesus, fizeram Dele modelo de classificação e de zombaria. Todavia, assim diz o Senhor: O pão deste pais quem dar Sou Eu; o ar que se respira, quem dar Sou Eu; a vida quem dar sou.

Como zombaram e escarneceram, Deus começou a tirar a máscara das nações, rasgando uma a uma, e mostrado sua soberania.

Veja como Deus avisa: “7- E destruirá, neste monte, a máscara do rosto com que todos os povos andam cobertos e o véu com que todas as nações se escondem. 8- Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor JEOVÁ as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse. 9- E, naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação, exultaremos e nos alegraremos”. (Isaías 25:7-9)

Por isso as nações estão doentes, sem saída e perdidos. Porém, a resposta vem da sabedoria de Deus. E o caminho é reconhecer e se humilhar diante Dele.

E o que temos visto no mundo todo, é Deus rasgando as nações, autoridades indo para cadeia por corrupção, crises avassaladoras, doenças catastróficas.

Essa é tônica para os Desejaram mudar a palavra de Deus, para agradar aos homens e serem politicamente correto.

Tentaram dar novo sentido a palavra bíblica. Todavia a bíblia já alertava para quem assim procedesse. Vejamos: “E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro”. (Apocalipse 22:19)

E aí está a situação do nosso pais e do mundo. Quiseram mudar os princípios de Deus. E Deus, resolveu quebra-los.

Deus não vai desampara a igreja Dele, mais o mundo será sacudido. De várias formas. Igreja do Senhor se prepare!

A brincadeira e a zombaria chegaram nas narinas de Deus e agora, os que pisaram na palavra Dele, e profanaram o seu nome, receberam os pródigos de dores.

Diz a Bíblia: “e que passa no meio da rua principal da cidade. De uma e outra margem do rio estava a árvore da vida, que produz doze frutos, de mês em mês; e as folhas da árvore servem para a cura das nações”. (Apocalipse 22:2). No meio da praça de Deus, está a árvore da vida, que dar frutos e folhas para nações. Frutos para saciar a fome e folhas para curar. Como quiseram mudar os preceitos de Deus, e dele zombar. Deus vem tirando o sustento da terra, e a cura

pelas suas folhas, sendo as folhas o seu amor e sua sabedoria que dar aos homens para vencer os males, visto que eles, amaram as trevas mais que a luz, o Senhor puxou as rédeas. Por isso temos uma doença atas da outra, quebradeira mundial. Zombaram diante do universo e de seus santos e agora está chegado o extrato da conta.

Você até pode não está entendendo e nem concordar, mais o dono do mundo e deste pais é Jeová, o juiz do universo. É Ele faz como Ele quer, colocar quem Ele quer, tira quem quer e faz como Ele quer.

E este é o primeiro aviso da parte de Deus para o mundo e para o Brasil, a maior nação que se diz cristã, pisem de novo em sua palavra, profane seu nome com caminhas de grupos arrogante e zombadores. Ele está sentado em seu trono e ninguém pode tira-los, pois Ele é o Rei do universo e até as estrelas ouvem o seu mandar

Foi Ele que quebrou tudo e rasgou tudo. Processem Ele agora, mande um oficial de justiça intima-lo. Ele é o dono do mundo, Senhor do universo e faz como a Ele apraz.

PENSAMENTO

“Como voa o pensamento! Me pego, lembrando… dos dias claros.”. (Teólogo e escritor: Ricardo Alfredo)

A TEMPESTADE

Quando chegar a tempestade, tenha fé, trabalhe e suporte. E logo, o vento contrário encontrar a ordem da calmaria e tudo será bonança. Em qualquer instante no espaço tempo/vida, todos, de alguma forma, passaram por uma tempestade. A tempestade vem e é coisa certa, a diferença está em como você vai enfrentá-la. Muitos, em meio a tempestade, perdem a esperança e passam a murmurar e abre sua boca contra tudo e todos. Entretanto é bom lembrar que é na tempestade que chega Jesus Cristo, o carpinteiro de Nazaré, com o seu socorro milagroso.

Quanto há vida, a tempestade sopra contra o barco com violência, que parece ir a pique. Mais quando se engue a cabeça e se olhar para frente, eis que aquele que é cheio de misericórdia e amor está olhando como você é capaz de enfrentar e confiar.

A sua ordem é clara: “E logo ordenou Jesus que os seus discípulos que entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão”. (Mateus 14:22)

Existem na vida tempestade que não podemos prever. No entanto, com fé, coragem e esperança podemos sobreviver as calamidades impostas por ela.

O que deve ser feito é ficar no barco, mesmo que a tempestade insista em não passar, mesmo que o vento seja contrário mesmo que as ondas acoitem com violência, ficar no banco é confiar na providencia de Deus. “E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; ” (Mateus 14:24)

A decisão que tomamos diante da tempestade, é a que vamos levar para o resto da vida. Pois quando o céu se torna em chumbo, e sua voz cansada de clamar, parece não ser ouvida é necessário acalmar o coração e diz como o salmista: “esperei com paciência no Senhor”.

a tempestade tem levando muitos ao desespero, a angustia e a loucura. Há aqueles que não suportam e morrem, há aqueles que não suportam e pulam do

barco, há aqueles que não suportam que enlouquem. Porém, há aqueles que suportam a tempestade e vivem as melhores experiências de suas vidas, e os milagres jorram como fonte de águas térmicas.

Diz as sagradas letras que: “…fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele”. (Mateus 14:24). O banco continuava a navegar. Observe, as ondas fustigavam, ou seja, busca destruí-los. E é neste momento que devemos parar, respirar profundamente e pensar, o barco é pequeno, a tempestade é grande e ecos de mortes pode ser ouvir, todavia a confiança deve ser mais por é na quarta vigília da noite, quando as esperanças estão desvanecendo que o seu socorro chega. “Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar”. (Mateus 14:25).

Somente a palavra viva, Cristo Jesus, é quem pode ordenar, o que devemos fazer. Andar sobre a tempestade é preciso ter uma ordem. Só andaremos sobre a tempestade se Jesus estiver nela, só possível fazer o que a palavra viva ordem.

Quando olhamos para dentro de si, descobrimos que maior limitador é o nosso medo e a nossa falta de fé. Quando Deus coloca alguém em alguma situação, a ordem é seguir em frente, por mais que pareça tudo impossível, tenebroso e assustador, não se deve esquecer que quem mandou foi o mestre e sua ordem é especifica… “vai chegar do outro lado” (Mateus 14.22). Jamais Ele vai voltar atrás de sua ordem e Ele vela pela sua palavra.

A decisão é sempre sua. Há pessoas que querem ficar no banco, pela ordem dada, e se você permanecer nele vai chegar no outro lado. Pois Ele jamais volta atrás de sua palavra. Se você decidir sair do barco, com Ele você vai andar sobre as águas e todos ficaram maravilhas com o milagre. Se pular do barco antes Dele chegar à tempestade vai tirar de você o que Deus determinou para sua vida e sua história.

Não desista, não desista de viver… a tempestade pode ser forte e longa, todavia, espera Nele. Não desista de viver, mesmo que o mar seja revolto, pois, logo cedo pela manhã, o mar vai se acalmar e haverá bonança.

“Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! ” (Mateus 14:30

Não faça o que a circunstancias lhe ordena, ou seja, desistir. Não acredite na voz contraria, levante a cabeça, e comece a caminhar de novo. Mesmo que você tenha entrado nessa situação que quer lhe afundar no mar da dor e da desilusão. Levante a cabeça e olhe firme para a voz que ecoa do calvário, lhe dizendo que es importante para Deus e que não há tempestade que Cristo não possa passear por cima dela.

Se não puder correr, caminhe em passo largos, se não puder caminhar em passo largos, caminhe me passo curtos. Se não puder caminha em passo curtos se arraste, mais não pare, pois, a chegada está próximo.

Ainda há esperança para você, grite por Ele, e ele vai estende sua mão de amor para tira-lo da profundeza, pois não existe nenhuma tempestade que Ele não possa caminhar por cima dela.

PENSAMENTO – aos cansados

“Mesmo que os ataques venham de todos os lados, e você se sinta sozinho, jamais esqueça, o bom mestre diz: venha meu guerreiro, a vitória é certa, não desanime”. (Teólogo e escritor: Ricardo Alfredo)

DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

Essa é uma das belas canções do rei Roberto Carlos. Fala diretamente ao coração e expressa um amor vivendo e não esquecido. Na segunda estrofe ele diz algo profundo e pouco notado por quem canta ou apenas ler o texto poético, que é: “A mais estranha história Que alguém já escreveu”. Significa que na vida já existem, pré-determino, fatos que não somos capazes de mudar ou corrigir no curso da nossa história.

Assim é a vida, cabocla, nos une e nos separa, sem tem pena, nem dó. Apenas fica ao longe, observado para o vê o que vai acontecer. No entanto, Das lembranças que eu trago na vida você é a saudade que eu gosto de ter. Só assim sinto você bem perto de mim, outra vez.

Outra Vez (Roberto Carlos)

Você foi o maior dos meus casos

De todos os abraços

O que eu nunca esqueci

Você foi, dos amores que eu tive

O mais complicado e o mais simples pra mim

Você foi o melhor dos meus erros

A mais estranha história

Que alguém já escreveu

E é por essas e outras

Que a minha saudade faz lembrar

De tudo outra vez….

Você foi

A mentira sincera

Brincadeira mais séria que me aconteceu

Você foi

O caso mais antigo

O amor mais amigo que me apareceu

Das lembranças que eu trago na vida

Você é a saudade que eu gosto de ter

Só assim sinto você bem perto de mim

Outra vez

Esqueci de tentar te esquecer

Resolvi te querer por querer

Decidi te lembrar quantas vezes eu tenha vontade

Sem nada perder

Você foi

Toda a felicidade

Você foi a maldade que só me fez bem

Você foi

O melhor dos meus planos

E o maior dos enganos que eu pude fazer

Das lembranças que eu trago na vida

Você é a saudade que eu gosto de ter

Só assim sinto você bem perto de mim

PENSAMENTO

“Aquele amor, era o meu sonho maior, minha razão. Mais, o que restou foi apenas recordações. ” (Escritor: Ricardo Alfredo)

PANDEMIA – CORONA VIRUS

O que é coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1…

O que você precisa saber e fazer. Como prevenir o contágio:

· Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.

· Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.

· Evite aglomerações se estiver doente.

· Mantenha os ambientes bem ventilados.

· Não compartilhe objetos pessoais. (Fonte: saude.gov.br)

MEMORY II – Apesar das ruínas e da morte

Apesar das ruínas e da morte,

Onde sempre acabou cada ilusão,

A força dos meus sonhos é tão forte,

Que de tudo renasce a exaltação

E nunca as minhas mãos ficam vazias. (Sophia de Mello Breyner Andresen)

DAS MAIS BELAS CANÇÕES POPULARES

O Moço Velho – Roberto Carlos – Década de 70

Eu sou um livro aberto sem histórias

Um sonho incerto sem memórias

Do meu passado que ficou

Eu sou um porto amigo sem navios

Um mar, abrigo a muitos rios

Eu sou apenas o que sou

Eu sou um moço velho

Que já viveu muito

Que já sofreu tudo

E já morreu cedo

Eu sou um velho moço

Que não viveu cedo

Que não sofreu muito

Mas não morreu tudo

Eu sou alguém livre

Não sou escravo e nunca fui senhor

Eu simplesmente sou um homem

Que ainda crê no amor

Eu sou um moço velho

Que já viveu muito

Que já sofreu tudo

E já morreu cedo

Eu sou um velho, um velho moço

Que não viveu cedo

Que não sofreu muito

Mas não morreu tudo

Eu sou alguém livre

Não sou escravo e nunca fui senhor

Eu simplesmente sou um homem

Que ainda crê no amor

AMOL – ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS

 

 

Lembranças dos 30 anos da AMOL.

Escritores mossoenses.

PENSAMENTO II

“Se esse foi o seu desejo, esquecer, não vou mais recordar”. (Teólogo e escritor: Ricardo Alfredo)

ACJUS – ACADEMIA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MOSSORÓ

 

Escritores imortais da ACJUS.

 

PASTOR VÊ OPORTUNIDADE DIANTE DO CORONAVÍRUS E LISTA QUATRO PONTOS DE AÇÃO PARA A IGREJA

 

 

A Igreja brasileira está diante de um cenário gerado pelo coronavírus que pode representar oportunidade para que a missão de levar o Evangelho seja cumprida de maneira inteligente e eficaz, avaliou o pastor e escritor Renato Vargens.

Em um artigo recente, Vargens elenca como oportunidade quatro situações que se apresentam à Igreja, pontuando que a maioria das pessoas está desesperada, precisando ouvir uma mensagem de esperança.

“O coronavírus está aí e com ele a possibilidade de que a dor e o sofrimento vitime uma enormidade de famílias. Diante disto surge o desafio da igreja brasileira tentar em meio ao caos oferecer à sociedade auxílio, conforto e consolo”, avaliou.

O pastor destacou que todas as ações devem ser tomadas levando em consideração “o tempo que vivemos, bem como a triste realidade que nos cerca”.

Confira os quatro pontos de oportunidade elencados no artigo publicado por Vargens no portal Pleno News:

1 – O coronavírus nos possibilita uma singular oportunidade para pregar o Evangelho. 2 – O coronavírus nos possibilita a oportunidade de sermos solidários.

3 – O coronavírus nos oferece a possibilidade de exercermos piedade, compaixão e misericórdia para com os que sofrem.

4 – O coronavírus nos concede a possibilidade de glorificarmos a Deus em meio a adversidade servindo-o com nossas orações, intercessões, louvores, bem como auxiliando os que sofrem estendendo-lhes a destra da misericórdia.

CORRIDA CONTRA O TEMPO: “JANELA PARTIDÁRIA” SE FECHA NO SÁBADO, 4 DE ABRIL

 

 

4 de abril. Sábado próximo. Começa a contagem regressiva de seis dias, a contar a partir deste domingo, 29, para quem deseja disputar as eleições municipais 2020 se filiar a um partido político e/ou trocar de partido. A reta final da chamada “janela partidária” será bem nervosa, diante do isolamento imposto pelo novo coronavírus (COVID-19), mas, principalmente, pela dificuldade do próprio ambiente político-eleitoral modificado pelo fim das coligações proporcionais.

Antes, nesse período, havia certa facilidade de partidos, tradicionais ou alternativos, porque eles transferiam as definições para as convenções partidárias onde eram definidas as coligações e nominatas para a disputa proporcional. As negociações beneficiavam aos grandes e abasteciam os pequenos com todo tipo de mercadoria, que quase sempre aceitavam servir de “esteiras” para eleger os políticos tradicionais.

Vale ressaltar que a partir das eleições deste ano, além de proibida a coligação proporcional, outras regras impactam os pretensos candidatos às Câmaras Municipais. Uma delas é que para ser eleito, o candidato a vereador terá que ter uma votação que correspondam a 10% do quociente eleitoral. Por se exemplo, se em Mossoró quociente eleitoral for de 6.500 votos, o candidato terá que receber pelo menos 650 votos. Se não alcançar esse patamar, não será eleito mesmo que o seu partido tenha alcançado o quociente eleitoral. A nova realidade provoca uma carreira desenfreada nos bastidores da sucessão mossoroense. Nos últimos dias, mesmo na quarentena, os vereadores e pré-candidatos estão negociando possibilidades, mas, também, enfrentando forte resistência. Os pedidos e ofertas, aquém do esperado, não batem. Todos querem garantias, algo impossível na nova realidade.

Os atuais vereadores são os mais preocupados, principalmente os que fazem parte da bancada governista e que precisam de partidos estruturados (leia-se com as chamadas “esteiras”) para renovar seus mandatos. Uns dez vereadores estão nessa situação.

Precisam trocar de partido até o fim da “janela” no sábado que vem: Ricardo de Dodoca, Manoel Bezerra, Maria das Malhas, Emilio Ferreira, Tony Cabelos, Flavinho Tácito, Rondinelli Carlos, Alex Moacir e Aline Couto. Certamente, eles optarão por dois ou três partidos onde formarão “chapões”.

Também precisam articular suas nominatas o PSDB, de Sandra Rosado, e o MDB, de Izabel Montenegro. Já o PP, do vereador Francisco Carlos,

provavelmente abrirá as portas para receber um bom número de vereadores situacionistas.

Na oposição, a situação também é bem delicada. Os vereadores Alex do Frango (PMB), Petras Vinícius (DEM) e Ozaniel Mesquita (PL) estão em partidos isolados. Precisam convencer novos filiados nesse reta final. Raério Cabeça, recém-filiado ao PSD, enfrentará dificuldade com a provável saída de três vereadores: Maria das Malhas, Tony Cabelos e Emílio Ferreira. Já João Gentil (REDE) e Genilson Alves (Pros) são uma incógnita, apesar do forte trabalho de bastidores.

Situação tranquila é do vereador Gilberto Diógenes, do PT, que decidiu não ser mais candidato.

PENSAMENTO III

“Meus rumos atravessam seu caminho…E a sua sombra acompanha meu sorriso”. (Escritor: Ricardo Alfredo)

PRIMEIRO-MINISTRO DE ISRAEL: “VENCEMOS FARAÓ E, COM DEUS, VENCEREMOS O CORONAVÍRUS”

 

 

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está confiante na vitória do seu país frente ao surto do novo coronavírus, mas também demonstrou preocupação com o avanço da doença entre os israelenses, segundo ele, por estar dobrando o número de infectados a cada três dias.

Benjamin Netanyahu tem sido bastante cauteloso desde o início do surto, quando ele surgiu inicialmente na China. Segundo informações do Times of Israel, o primeiro-ministro já tinha alertado sobre o perigo do Covid-19 antes mesmo da Organização Mundial de Saúde declarar a pandemia em nível global. “Digo ‘crise’, mas deve-se entender que estamos no meio de uma pandemia global”, disse Netanyahu ao comentar o surto em 4 de março, depois de se reunir com as principais autoridades dos serviços de emergência.

“Eles não chamam assim [de pandemia global], mas isso é verdade e precisa ser dito. Pode ser que esteja entre as mais perigosas dessas pandemias nos últimos 100 anos”, completou o primeiro-ministro de Israel na ocasião. Apenas uma semana depois, a OMS emitiu um comunicado reconhecendo a pandemia. Preocupação Netanyahu expressou preocupação com a multiplicação dos infectados pelo coronavírus em Israel, anunciando que o país poderá adotar medidas de isolamento e restrição das atividades comerciais caso a situação piore

consideravelmente. “Se não virmos uma melhoria imediata nesta tendência, não teremos escolha a não ser declarar um fechamento total, exceto para compras de alimentos e medicamentos”, disse ele, mas lembrando do quanto a história do povo judeu tem a ensinar sobre superação.

“O mês [hebraico] de Nissan, que começa hoje à noite, o mês da primavera e do êxodo do Egito, nos lembra que nosso povo suportou tempestades violentas. Isso dá força. Isso dá esperança. Sobrevivemos a faraó e, embora a batalha seja difícil e intransigente, também sobreviveremos ao corona, com a ajuda de Deus e de vocês, cidadãos de Israel”, afirmou. (Notícias Cristã)

PENSAMENTO

“As lembranças chegam em noites vazias… ”. (Escritor: Ricardo Alfredo)

GOVERNO RECORRE DE DECISÃO DA JUSTIÇA QUE FECHA IGREJAS

Bolsonaro incluiu atividades religiosas em lista de “serviços essenciais”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na tarde deste domingo (29) que o governo irá recorrer de uma decisão em primeira instância que suspendeu o decreto que inclui igrejas em serviços essenciais.

Usurpando a competência do executivo, Márcio Santoro Rocha, da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias (RJ) anulou o decreto presidencial alegando “risco a eficácia das medidas de isolamento e achatamento da curva de casos da covid-19”.

“O acesso a igrejas, templos religiosos e lotéricas estimula a aglomeração e circulação de pessoas”, escreveu o juiz federal na decisão sem levar em conta que templo aberto não significa realização de cultos.

Para ele, “o direito à religião, como qualquer outro, não tem caráter absoluto, podendo ser limitado em razão de outros direitos”.

Evangélico, o ministro André Mendonça, da Advocacia-Geral da União, já havia adiantado em seu perfil no Twitter que recorreria da decisão. (Fonte: gospelprime.com.br)

PENSAMENTO

“Fechados os olhos, sinto o gosto daquele beijo. ” (Teólogo e escritor: Ricardo Alfredo)

REFLEXÃO – Uma Análise da Boa Semente

Salmo 28: O poder da fé diante do silêncio de Deus.

1. A ti clamo, ó Senhor; rocha minha, não emudeças para comigo; não suceda que, calando-te a meu respeito, eu me torne semelhante aos que descem à cova.

2. Ouve a voz das minhas súplicas, quando a ti clamo, quando levanto as minhas mãos para o teu santo templo.

3. Não me arrastes juntamente com os ímpios e com os que praticam a iniquidade, que falam de paz ao seu próximo, mas têm o mal no seu coração.

4. Retribui-lhes segundo as suas obras e segundo a malícia dos seus feitos; dá-lhes conforme o que fizeram as suas mãos; retribui-lhes o que eles merecem.

5. Porquanto eles não atentam para as obras do Senhor, nem para o que as suas mãos têm feito, ele os derrubará e não os reedificará.

6. Bendito seja o Senhor, porque ouviu a voz das minhas súplicas.

7. O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; pelo que o meu coração salta de prazer, e com o meu cântico o louvarei.

8. O Senhor é a força do seu povo; ele é a fortaleza salvadora para o seu ungido.

9. Salva o teu povo, e abençoa a tua herança; apascenta-os e exalta-os para sempre.

Interpretação teológica do Salmo 28

Minha rocha – Versículos 1 e 2

Em dias de solidão e perseguição, o rei Davi, mostra sua confiança em Deus como seu refúgio, e como uma fortaleza inabalável. Todavia, o silêncio de Deus o tem deixado apreensivo e o seu maior medo é que o Senhor se afaste dele. E é deste motivo quer surge as maiores belas preces ao Senhor.

Ímpios – Versículos 3 a 5

Nos versículos de 3 a 5, o Rei Davi evidência o seu medo de se embaralhar com os ímpios. E deste medo está apresentado em três fases que são: ser abandonado por Deus, medo da perseguição sem razão e medo da morte.

Ouviu minhas súplicas –´Versículos 6 e 7

Nos Versículos 6 e 7, há uma mudança brusca de tema, pois o rei angustiado, sente alivio por sentir que Deus recebeu suas preces e que sua confiança não foi em vão. Ele usou Deus como seu escudo contra todo o mal, e foi socorrido no momento em que mais precisava.

O Senhor é o seu amor –Versículos 8 e 9

Restabelecido e firmado na rocha eterna, o rei Davi, volta a louvar a Deus como coração cheio de alegria. E vi nas provações a mão Deus o guardando e o ajudando a vencer.

Mesmo diante de nossas fraquezas, Deus, que nos conhece bem vem em nosso socorro e que as coisas não estejam bem, Ele restaura.

A maior lição deste salmo, é: quem tem fé, mesmo diante do silêncio de Deus, será por ele ouvido e atendido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *