Oportunidades disponibilizadas pela Uern são voltadas para níveis superior e médio

Professores da Uern cogitam aceitar acordo salarial proposto pelo Governo do RN

A Associação dos Docentes da UERN – realiza na próxima quinta-feira (25) um debate sobre a concessão do auxílio oferecido pelo Governo do Estado aos professores e professoras da universidade durante a greve de 2015.

A atividade será realizada no miniauditório do Departamento de Comunicação (DECOM)  a partir das 19h e é aberta a todos os interessados, que poderão realizar questionamentos sobre o tema.

A retomada desta discussão é fruto da solicitação de um grupo de professores que reivindica que o auxílio de 12,035% oferecido pelo Governo para os docentes da ativa, seja aceito pela categoria. O grupo de professores organizou um abaixo-assinado com assinaturas daqueles que também solicitam a implementação do subsidio.

O auxílio discutido durante este debate já foi rejeitado em duas assembleias diferentes. O entendimento da categoria à época foi de que ele não consistia em um reajuste que seria incorporado aos vencimentos dos professores, que não abrangeria  toda a categoria, excluindo os aposentados,  e desvirtuaria a luta histórica do movimento docente da UERN pelo cumprimento do Plano de Cargos e Salários (PCS).

Em 2015 os professores da instituição realizaram a maior paralisação de sua história, reivindicando o cumprimento do acordo que previa realinhamento salarial de 57,53%, dividido em quatro parcelas de 12, 035% e que garantiria a implementação do PCS da categoria.  Mesmo após cinco meses de greve, o Executivo não atendeu ao pleito dos servidores.

Negociação –  Desde dezembro do ano passado a ADUERN vem tentando retomar as negociações com o Governo do Estado, que ainda não respondeu a nenhum dos dois ofícios encaminhados pelo sindicato, buscando audiências com o Executivo. De acordo com estudo realizado pela entidade, as perdas salariais da categoria já chegam, em 2016, a preocupantes  98,27%.