Presídio de Parnamirim recebe sistema de câmeras inteligentes

A unidade é a primeira de dez estabelecimentos do Estado a contar a ferramenta.

O vice-governador Antenor Roberto e o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, visitaram nesta quarta-feira (22), as instalações do novo centro de monitoramento eletrônico e de câmeras inteligentes da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP). A unidade é a primeira de dez estabelecimentos do Rio Grande do Norte a contar a ferramenta que moderniza o sistema prisional, já em fase final de implantação. O projeto é orçado em R$ 7,6 milhões.

No PEP foram instalados controles de acessos com reconhecimento facial e 63 câmeras inteligentes que detectam movimentos, mesmo no escuro, fazem reconhecimento facial, e algumas são capazes de identificar placas de forma autônoma e verificar a situação de veículos. “O sistema pode, por exemplo, identificar se algum carro roubado está se aproximando da unidade prisional. O Governo do Estado está modernizando o sistema prisional para termos o controle total das unidades. Claro, quem impede fuga e rebelião é o policial penal que está no presídio, mas esse sistema de câmeras inteligentes agrega mais recursos e dá melhor qualidade a esse trabalho”, explicou o secretário.

Para o vice-governador Antenor Roberto, o investimento em tecnologia permite que se evitem desvios que levem a fugas ou que levem aos profissionais a imputação de práticas fora da legalidade. “Aqui vemos a modernização do sistema penitenciário para garantir mais segurança, além de ressocialização através do trabalho e educação. O sistema de monitoramento eletrônico é mais uma ferramenta de reforço na segurança e dá mais dignidade ao trabalho do policial penal. O sistema seguro representa menos violência nas ruas”, disse.

Antenor Roberto visitou as instalações dentro do presídio onde são recuperadas carteiras escolares  da rede estadual de ensino. Mais de 600 carteiras estão sendo reformadas, sendo que 150 unidades já estão prontas para serem encaminhada a Escola Estadual Presidente Roosevelt em Parnamirim. Os internos do PEP também trabalham em reformas de hospitais e escolas do Governo do Estado.

Além do PEP, a SEAP está instalando câmeras, sensores e equipamentos de informática na Central de Rádio e Videomonitoramento, Penitenciária Estadual de Alcaçuz, Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, Penitenciária de Ceará-Mirim, Cadeia Pública de Natal, Cadeia Pública de Mossoró,  Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, Cadeia Pública de Caraúbas e Cadeia Pública de Nova Cruz. Essa é a primeira etapa para contemplar todo sistema. As demais unidades contam com sistema de câmeras locais.

Ao todo, serão utilizadas 1.400 câmeras integradas ao Centro de Operações de Segurança Pública (CIOSP), até o final do mês de outubro. O sistema conta com inteligência artificial, inclui circuito fechado de TV, alarmes, controles de acesso, sonorização, automação de iluminação, videomonitoramento e análise de imagens, com acompanhamento, em tempo real pelo CIOSP.

cialis fiyat