Polícia Civil prende, na Zona Leste de Natal, suspeito de homicídios

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECAP), da 1ª Delegacia de Polícia de Natal e da Força-Tarefa da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em São Gonçalo do Amarante prenderam, nesta quinta-feira (19), Paulo César Pires da Silva, conhecido “Galego ou César”. Ele foi preso no bairro Tirol, localizado na Zona Leste de Natal.

De acordo com as investigações, “Galego” é suspeito de praticar crime de homicídio em desfavor de um adolescente na cidade de Bonito (PE). Na delegacia, ele confessou que estava usando o nome do seu irmão, Paulo Sérgio Pires da Silva. A falsidade foi constatada junto ao Instituto de identificação e comunicada à Justiça Pernambucana, para a consequente expedição de um novo mandado de prisão e também a instauração de um inquérito para apurar o crime de falsidade ideológica.

Durante o interrogatório, Paulo César confessou também o assassinato e a ocultação do corpo da pessoa identificada como Ailton Nogueira dos Santos. Os crimes aconteceram em janeiro de 2013, no município de São Gonçalo do Amarante, localizado na Região Metropolitana de Natal. O inquérito policial que apura o fato está sendo conduzido pela Força-Tarefa da DHPP instalada na cidade. Em razão desse crime, foi expedido um mandado de prisão preventiva pela 3ª Vara da Comarca de São Gonçalo do Amarante, o qual foi cumprido nesta quinta-feira (19).

Segundo as investigações, “Galego” ainda é suspeito de praticar um crime de homicídio, na cidade de Afonso Bezerra, e também de participar de uma chacina ocorrida na Zona Norte de Natal, quando dois homens e uma mulher grávida teriam sido assassinados. Ele também é apontado como autor de outros crimes de homicídios, que estão em apuração nas localidades onde ocorreram.

Paulo César foi conduzido até a delegacia e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, ou dos telefones da DECAP: (84) 98135-6174 (WhatsApp) ou 3232-7867.

Secom/PCRN