plenário do STF vai decidir sobre compartilhamento de dados da Lava Jato com a PGR

Edson Fachin manteve a decisão que negou o acesso da Procuradoria-Geral da República aos bancos de dados da Lava Jato no Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, mas decidiu que o caso será levado ao plenário do STF.

A PGR suspeita de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre foram investigados pela força-tarefa de Curitiba e, por isso, pediu acesso a todas as informações — os procuradores já refutaram a acusação“Mantenho a decisão agravada, diante da pacífica jurisprudência da Corte quanto à não transcendência dos motivos de determinantes e pelos demais fundamentos nela declinados, os quais se mantêm de modo hígido mesmo diante das razões recursais”, escreveu na decisão.

“Mantenho a decisão agravada, diante da pacífica jurisprudência da Corte quanto à não transcendência dos motivos de determinantes e pelos demais fundamentos nela declinados, os quais se mantêm de modo hígido mesmo diante das razões recursais”, escreveu na decisão.

O Antagonista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *