PF cumpre mandado na residência oficial de Witzel em investigação sobre hospitais de campanha do RJ

PF cumpre mandados em operação contra desvios na Saúde na residência oficial do Governador

São 12 mandados de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em vários endereços do estado e em São Paulo

A Polícia Federal faz, desde o inicio da manhã desta terça-feira, a Operação Placebo, que investiga desvios na área da Saúde do estado durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Os agentes estão em vários endereços do Rio e de São Paulo, dentre eles o Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador Wilson Witzel (PSC), na Zona Sul do Rio, onde há pelo menos cinco viaturas da PF.
De acordo com a investigação, há um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado.
A ação é comandada pela Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal e pretende cumprir 12 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Dentre os outros endereços em que os agentes estão no Rio, está Leblon, também na Zona Sul, e Grajaú, na Zona Norte, onde o governador morava antes de se ser eleito.
De acordo com a PF, a investigação para a operação começou através de ações realizadas pelas Polícia Civil e os ministérios Público estadual (MPRJ) e Federal (MPF). O material foi compartilhado com a Procuradoria-Geral da República (PGR), no âmbito da investigação sobre os desvios na Saúde do estado que está em curso no STJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *