Novos valores começam a despontar e o jogador Ciel espera mais espaço no Potiguar

Em meio à renovação do elenco, buscando valorizar as divisões de base, um jogador começa a ganhar mais espaço no Potiguar, Ciel. Este ano o meia Ciel foi integrado ao elenco profissional do “Time Macho” para a realização da pré-temporada. Com boas atuações pela equipe sub-20 em 2014, o meia rapidamente ganhou espaço no Potiguar. O atleta iniciou a competição estadual de 2015 atuando como lateral-esquerdo em 11 jogos, sendo um dos destaques do Potiguar. Foi atuando na posição que Ciel marcou o seu primeiro gol como profissional,na vitória do Potiguar por 2 a 1, sobre o Globo, no Barretão.

Nas três últimas partidas do alvirrubro na competição, sob o comando de Edinho Cardoso, Ciel passou a atuar como meia, posição de origem. Na posição, Ciel teve atuações de destaque com a camisa do bicampeão. Na partida contra o América, Ciel marcou um gol e deu o passe para o gol do atacante Dudu. Em confronto realizado no Nogueirão, pelo segundo turno da competição, que terminou com vitória do América por 3 a 2.

O atleta contou que a competição serviu como um importante aprendizado. “O Estadual serviu como um importante aprendizado. Tive a felicidade de disputar 15 jogos, 14 deles como titular, onde ajudei o time o máximo possível. Comecei atuando como lateral esquerdo, depois, quando o Edinho assumiu o comando,passei a jogar como meia, que é minha posição de origem. Como meia ou como lateral, o meu foco era sempre de entrar em campo e me doar ao máximo. Espero usar essa experiência de forma positiva para a próxima temporada”, contou.

Agora, o meia, de 20 anos, espera realizar um estadual ainda mais positivo com a camisa alvirrubra e conquistar ainda mais espaço no clube. “Meu objetivo é realizar um grande estadual e ajudar o Potiguar em todos os jogos. Por isso, estou ainda mais focado nos treinos e espero conquistar cada vez mais o meu espaço. Claro, respeitando os meus companheiros de posição. Vou me dedicar bastante e aproveitar cada oportunidade”, falou.
(Assessoria de Comunicação da ACDP).