Notas da Redação

ZENAIDE

O Senado aprovou, ontem, substitutivo da senadora Zenaide Maia ampliando o rol de profissionais que terão prioridades nos testes de detecção do covid-19 bem como recebimento de EPIs. Ótimo! Pena que o governo não tenha como cumprir essa determinação.

ROGÉRIO

O presidente Bolsonaro tem contado com a experiência do ministro Rogério Marinho no contato com parlamentares que possam apoiar o seu governo. Essa aproximação visa à sobrevivência política do presidente da República.

EMENDAS

Faz parte das negociações a liberação de cerca de R$ 8 bilhões neste ano para obras públicas constantes de emendas particulares. De acordo com a posição de cada parlamentar eram poderão ser liberadas com maior rapidez.

ACADEMIAS

A governadora Fátima Bezerra é outro governante que não acatará o decreto do presidente Bolsonaro incluindo as academias de ginástica no rol dos serviços considerados essenciais. Elas continuarão fechadas enquanto permanecer o isolamento social.

PAGAMENTO

O Governo do Estado inicia hoje o pagamento da folha referente ao mês de maio. Os que recebem acima de R$ 4 mil serão pagos no final do mês.

SAÚDE

O Governo do RN convocou mais 293 profissionais de saúde para contratação temporária de excepcional interesse público, em atendimento ao Plano de Contingência Hospitalar para enfrentamento ao Covid-19.

INVERNO

Com o registro das últimas chuvas registradas no estado as reservas hídricas dos principais reservatórios atingiram a marca dos 50%. Em maio de 2019, esse volume de água acumulada representava 32.60%.

MÁSCARAS

Agentes de endemias e comunitários de saúde e comunitários fizeram trabalho educativo e distribuíram máscaras aos moradores do bairro Santo Antônio, levando mensagens de prevenção contra as arboviroses, Dengue, Zika e Chikungunya.

IMPEACHMENT

O senador Randolfe Rodrigues, líder da oposição no Senado, admite que o vídeo comprovando a tentativa de interferência do presidente Bolsonaro na Polícia Federal fortalece o pedido de impeachment que pretende apresentar nos próximos dias.

DIVULGAÇÃO

O ministro Marco Aurélio, Mello, do STF, defende que seja dada publicidade ao vídeo da reunião de 22 de abril no Palácio do Planalto, citada pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova de que Jair Bolsonaro teria cobrado mudanças na Polícia Federal.