Notas da Redação

DESLEALDADE

O ministro Paulo Guedes, ao saber que seu protegido era um dos principais articuladores do plano Pró-Brasil, enviou mensagem com 3 palavras ao ministro do Desenvolvimento Regional: “Você é desleal”.

CORONAVÍRUS

Até ontem à noite, o RN registrou 708 casos confirmados, 289 recuperados, 3.086 suspeitos, 34 óbitos e 8 óbitos em investigação, com ocorrências em 152 municípios. Pode-se dizer que, no momento, a situação está sob controle.

IMPACIÊNCIA

A população começa a se impacientar com o isolamento a que está sendo submetido, por conta da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, deve-se lembrar que o Ministério da Saúde, na gestão anterior, estimou que o pico da doença seria no próximo mês de maio.

RISCO

40% dos norte-rio-grandenses estão classificados no grupo de risco. São os portadores de hipertensão, diabetes, obesidade e outras doenças crônicas, que devem ter um cuidado redobrado em relação à contaminação pelo Covid-19.

MÁSCARAS

A vereadora Sandra Rosado, em quarentena voluntária, tem ocupado o tempo confeccionando máscaras caseiras que são distribuídas a grupos e associações de Mossoró. Esse trabalho conta com a participação da ex-deputada Larissa Rosado.

LEITOS

Termo de Ajustamento de Conduta entre Secretaria Estadual de Saúde, Prefeitura de Mossoró e Ministério Público do RN permitiu contrato do Hospital São Luís, por quatro meses, ao custo de R$ 260 mil mensais, para implantação de 100 leitos, sendo 35 de UTI adulto.

CALAMIDADE

Em portaria publicada no Diário Oficial da União, a União reconheceu o estado de calamidade pública do Rio Grande do Norte, devido à pandemia do novo coronavírus. O Governo do Estado declarou Estado de Calamidade em 19 de março de 2020.

RECURSOS

A governadora Fátima Bezerra anunciou, ontem, o repasse de cerca de R$ 17 milhões para as prefeituras potiguares. Serão R$ 8,5 milhões do Programa Estadual de Transporte Escolar do RN, R$ 4,8 milhões para o Fundo de Saúde, via emendas parlamentares e R$ 3,6 milhões para uto em assistência social.

PENITENCIÁRIAS

A Penitenciária Federal de Mossoró está incluída na determinação do Ministério da Justiça que determinou a suspensão, por 30 dias, das visitas e atendimentos de qualquer natureza nas penitenciárias federais, para evitar contaminação pelo coronavírus.

DEMISSÕES

Os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Sérgio Moro, da Justiça, poderão ser os próximos auxiliares diretos do presidente Jair Bolsonaro. Os dois não escondem o desconforto, na posição que ocupam.

MOTIVOS

Enquanto Paulo Guedes se considera atropelado em seu projeto econômico, Sérgio Moro não gostou da demissão do amigo Maurício Valeixo como diretor-geral da Polícia Federal, sem que fosse comunicado pelo presidente Bolsonaro.

PRONUNCIAMENTO

A assessoria de Sérgio Moro informou que o ministro fará pronunciamento às 11:00 horas de hoje, seguido de entrevista coletiva. Acredita-se que anunciará a entrega do cargo ao presidente Bolsonaro, por conta da dmeissão de Maurício Valeixo.