Notas da Redação

PROBLEMAS
A polêmica audiência pública para prestação de contas da saúde de Mossoró, anteontem, na Câmara Municipal, revelou situações preocupantes e que merecem a devida atenção dos gestores da área.

OCUPAÇÃO
O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Gilberto Pedro, defendeu que a população ocupe a Prefeitura para reivindicar exames, que não são feitos.

INTIMIDAÇÃO
Já a presidente do Sindiserpum, Marleide Cunha, afirmou que diretores cometem assédio moral contra servidores com quem têm divergência política.

BEM NA FITA
O presidente da Câmara, Jório Nogueira (PSD), decidiu conceder 10% de reajuste para o funcionalismo da Casa, mais do que os 9% já aceitos pelos servidores efetivos. A moral do vereador continua alta com os funcionários da Casa.

HORÁRIO
Hoje inicia o período do ciclo natalino, segundo calendário divulgado pelo Secom. Hoje as lojas do centro da cidade abrirão das 8h às 14h.

PRAZO
Os prazos processuais do Conselho Nacional de Justiça ficarão suspensos de 20 de dezembro a 31 de janeiro, segundo portaria publicada na semana passada.

TARIFA
Como proposta para os estudantes desocuparem a sede do Palácio da Resistência, a Prefeitura de Mossoró prometeu revogar o decreto alterando para R$ 2,80 o valor da passagem. No entanto, até a manhã de ontem, o decreto revogando o aumento ainda não havia sido publicado e os ônibus continuavam cobrando R$ 3, 00 pela passagem.