Notas da Redação

ABSURDO
A mídia nacional classificou como absurda a atitude do prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, ter participado de cirurgia ginecológica na Apami e ter divulgado imagens de uma ulher sendo submtida a essa intervenção. Ressalta que o prefeito não é méico. É engenheiro.

NOTA
A direção da APAMI, tentando rxplicar o injustificável, divulgou nota em nome da diretoria, sem assinatura de qualquer dos seus dirigentes, que termina implicando mais ainda o prefeito Allyson. Melhor teria sido permanecer em silêncio.

AUTORIZAÇÃO
Na nota da diretoria, sem assinatura, a APAMI deixa subentendido que autorizou a entrada do prefeito Allyson e seus assessores na sala de cirurgia e a realização da gravação do vídeo.

ABSORVENTES
Em tramitação na Câmara Municipal de Mossoró projeto de lei de autoria da vereadora Larissa Rosado, autorizando a prefeitura a distribuir absorventes às alunas de baixa renda nas escolas públicas municipais.

DIVERGÊNCIA
A ex-prefeita Rosalba Ciarlini não desisistiu de ser candidata nas próximas eleições. Está estruturando seu projeto para disputar um mandato eletivo de deputado federal ou deputado estadual. Seu marido, ex-deputado Carlos Augusto, é contra esse projeto.

ENCONTROS
Organizados por seguidores mais fieis, estão sendo realizadas reuniões nesse sentido, quando Rosalba mantém contato com ex-secretários e possiveis novos seguidores, traçando as primeiras coordenadas do novo projeto eleitoral.

GASOLINA
Infelizmente, os aumentos nos preços dos combustíveis e gás de cozinha estão se tornando rotina na vida do brasileiro. Com o novo aumento de 0,4%, o preço do gás pode chegar a R$ 135, sendo Natal a capital do Nordeste com o maior preço médio do botijão.

APARECIDA
A homilia do arcebispo de Aparecida Dom Orlando Brandes, foi uma crítica direta ao governo do presidente Jair Bolsonaro. “Pátria amada não é Pátria armada”, disse ele. E cobrou mais fraternidade, menos ódio, menos violência, menos corrupção e mais vacinas.

GOVERNADORES
Perdendo o controle da economia, o presidente Bolsonaro está responsabilizando os governadores que defenderam o isolamento durante o auge da pandemia o que, segundo ele, provocou a recessão atual. Então, o que ele e os ministros estão fazendo com a economia?

GUEDES
Com inflação de dois dígitos em 12 meses (10,25%) — algo que não se via desde 1994, dólar estacionado acima dos R$ 5 e 14,4 milhões de desempregados, cai o prestígio do ministro Paulo Guedes que poderá ser substituido a qualquer momento.

cialis fiyat