Notas da Redação

INQUÉRITO
A Procuradoria-Geral da República encaminhou à ministra Rosa Weber, do STF, um ofício que pedia a reabertura do inquérito contra o ministro das Comunicações, Fábio Faria, na Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte.

ROSALBA
O inquérito, arquivado em 2019, apura suposto pagamento de propina pela Odebrecht ao candidato do RN para o financiamento das eleições de 2010. Também são investigados Rosalba Ciarlini e Robinson Faria candidatos a governador e a vice-governador no mesmo ano.

PRESSÃO
O PCdoB vai insistir na manutenção do atual vice-governador, Antenor Roberto Soares de Medeiros, na chapa majoritária da governadora Fátima Bezerra, que concorrerá à reeleição ao governo do estado.

PRESIDENTE
A presidente nacional do partido, a deputada federal Luciana Santos teria telefonado á governadora Fátima nesse sentido. Antenor tem sido um companheiro leal e o PCdoB espera que a governadora mantenha a mesma composição da chapa em 2018

REGISTRO
A Folha de São Paulo noticia a disputa entre os ministros Fábio Faria e Rogério Marinho, ministros do presidente do Bolsonaro, os dois pleiteando a disputa pelo Senado nas eleições de 2022.

PETRÓLEO
A governadora Fátima Bezerra liberou licenças ambientais para a empresa E & P perfurar novos poços de petróleo na região de Mossoró. Embora possa discordar da privatização dessa atividade, a governadora dá apoio às empresas privadas que substituíram a Petrobrás.

TABAJARA
A bancada federal do RN ainda não se pronunciou sobre a notícia de que o governo federal havia contingenciado as verbas para a conclusão da duplicação da Reta da Tabajara, obra que vem se arrastando há vários anos.

PARTIDÃO
O partido que sairá da fusão do PSL e DEM deverá anunciar, amanhã, o nome que adotará a partir dessa junção, “União Brasil”. O número escolhido foi o 44 e entre os principais dirigentes serão Luciano Bivar na presidência e ACM Neto na secretaria geral.

OBJETIVO
A fusão do PSL com o DEM tem como objetivo principal a eleição de uma grande bancada de deputados federais e senadores, capaz de garantir a maioria no Congresso e maiores parcelas do fundo eleitoral de R$ 150 milhões de reais por ano.

FEDERAÇÃO
A Federação Partidária nas eleições de 2022 vai permitir que duas ou mais siglas se unam não apenas para a eleição, como as coligações, mas durante os quatro anos de mandato.

DIFERENÇA
A diferença básica entre uma coligação e uma federação é que a primeira significa a união de partidos durante a eleição, que não precisa ser mantida para a legislatura. Nas federações partidárias, os partidos coligados terão que permanecer unidos durante toda legislatura.

PRESIDENCIÁVEIS
Embora garantindo que não será um partido de oposição ao presidente Jair Bolsonaro, o novo partido analisa alguns nomes para a disputa presidencial: Henrique Mandetta (DEM-MS), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e o apresentador da Band, José Luis Datena.

CPI
Senadores que fazem parte da CPI da Covid receberão no dia 18 cópia do relatório a ser apresentado pelo relator, senador Renan Calheiros. Esta semana será a última em que serão ouvidos depoimentos de testemunhas.

cialis fiyatcialis satış