Notas da Redação

REUNIÃO

A vereadora Larissa Rosado, presidente da União dos Vereadores do Rio Grande do Norte reuniu-se com o deputado Benes Leocádio para agendamento de reunião com a bancada federal para debater soluções dos problemas das cidades do RN.

PRECIPITAÇÃO

Candidatos a cargos majoritários nas próximas eleições pretendem que as conversas para possíveis coligações sejam iniciadas de imediato. Para alguns deles, as oportunidades estão se esvaindo, à medida que o tempo vai passando.

DISTANCIAMENTO

Em Natal, o deputado Walter Alves prefere distância do ex-deputado Henrique Alves. Em Mossoró, o deputado Beto Rosado sinaliza não querer entendimento com a ex-prefeita Rosalba Ciarlini, receoso em não se reeleger em 2022. Rosalba tem preferido o silêncio.

CANDIDATURA

O deputado estadual Tomba Faria está desistindo de disputar o governo do estado do RN. A sua esposa, médica, ex-prefeita de Santa Cruz Fernanda Costa está inelegível e não poderá disputar o cargo de deputado estadual, em substituição ao marido.

CANDIDATOS

Pelo andar da carruagem, o Rio Grande do Norte terá cerca de 20 candidatos a deputado federal. Para o Senado a disputa também poderá apresentar vários candidatos. Para governador, entretanto, são poucos os que admitem concorrer ao cargo.

EXAGERO

O deputado Kelps Lima (Solidariedade), anuncia sua candidatura a deputado federal, do vereador Laurence Amorim a deputado estadual e afirma que o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, deveria ser candidato a governador, pois derrotaria a governador Fátima Bezerra.

CARESTIA

Não há motivos que justifiquem, mas o RN tem a 2ª gasolina mais cara do Brasil. Segundo a Agência Nacional de Petróleo, que pesquisou 52 poços em todo o estado, o preço médio da gasolina foi de R$ 5,34. O único estado com valor superior foi o Acre, com R$ 6,39.

ARBOVIROSES

Enquanto o registro de novos episódios de Covid-19 está diminuindo, dobrou o registro de casos de arboviroses no estado. Foram notificados de dengue, Zika e chikungunya com aumento de mais de 50% em relação aos meses anteriores.

VETO

O presidente Jair Bolsonaro adiantou que vetará o novo fundo eleitoral incluído na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022. “É uma cifra enorme que, no meu entender, está sendo desperdiçada. Posso adiantar que não será sancionada”. O deputado Eduardo Bolsonaro e seguidores votaram a favor desse orçamento.

EXAGERO

Bolsonaro critica o orçamento para as eleições, mas na disputa pelos comandos da Câmara e do Senado, abriu o cofre e destinou 3 bilhões para 250 deputados e 35 senadores aplicarem em seus redutos eleitorais.

MDB

O MDB ensaia lançar a senadora Simone Tebet candidata a presidente da República em 2022.. Enquanto isso, o presidente do PSDB adianta que o partido poderá não ter candidato a presidente, contrariando os governadores João Dória (SP) e Eduardo Leite (RS).