Diretora da unidade conta que apenas o piso foi reforçado, mas serviços no teto e no muro estão pendentes (Foto: Blog Fim da Linha).

Não conclusão de reforma na Cadeia Pública de Caraúbas facilita fugas

A diretora da Cadeia Pública de Caraúbas confirma que 11 presos escaparam da unidade após furar o teto de uma das celas às 4h deste sábado, 05 de março. Ela conta ainda que encaminhou pedido de reforma na unidade, incluindo o reforço do teto, ao Governo do Estado a fim de oferecer maior segurança contra fugas, mas, da lista de serviços demandados, apenas o reforço do piso foi feito. Já os reparos no teto, nas áreas interna e externa e no muro da Cadeia não foram concluídos.

“Não enfrentamos problemas com superlotação, e sim na infraestrutura. Das reformas iniciadas na unidade, apenas o reforço de concreto no piso foi concluído. Fugir por túnel da Cadeia de Caraúbas é difícil, mas há outras fragilidades. Ainda faltam reforçar o teto e o muro, além das partes interna e externa”, afirma Ivna Benevides.

Ao todo, a Cadeia Pública de Caraúbas detém 133 presos. Ivna Benevides conta que a fuga deste sábado ainda foi percebida pelo guariteiro, que atirou contra os fugitivos, mas não conseguiu impedir que escapassem. Ela afirma que acredita que nenhum dos fugitivos tenha sido atingido pelos tiros.

Ainda na madrugada deste sábado, 05, a Polícia Militar (PM) foi acionada para conter os ânimos na Cadeia e realizar recontagem dos presos pela manhã. Após verificação, a direção elaborou lista com os nomes dos presos que escaparam. Veja:

01- Alexandre dos Santos;

02- Felipe Franklin Saraiva da Silva;

03- Francisco Mikael Teixeira Pinto;

04- Francisco Wedson Costa;

05- Gustavo de Almeida Nascimento;

06- Ítalo de Moura Ferreira;

07- Marcos Roberto Gonçalves;

08- Marcos Tadeu da Silva;

09- Washington Martins da Rocha;

10- Alessandro Teixeira de Oliveira;

11- Gustavo da silva Nogueira.