Médico denuncia que pacientes são reoperados no Hospital Tarcísio Maia por uso de material ruim

Médico afirmou ter recebido, no domingo (10), desabafos de médicos plantonistas do Tarcísio Maia a respeito do problema

O médico anestesiologista Geraldo Ferreira, presidente licenciado do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed) e pré-candidato a deputado estadual pelo PTB, fez uma denúncia grave neste fim de semana, sobre as condições de trabalho em um hospital da rede estadual de saúde.

Pelas redes sociais, o médico afirmou que pacientes estão sendo operados mais de uma vez no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, por causa do uso de material de má qualidade.

Procurada, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) não se pronunciou.

“Na cirurgia geral, responsável pela maior parte dos atendimentos, a falta de fios adequados e o uso de fios de má qualidade para fechar a cirurgia têm sido motivos de maus resultados, com os pontos abrindo e o pacientes precisando com frequência serem reoperados”, escreveu Geraldo.

O médico afirmou ter recebido, no domingo (10), desabafos de médicos plantonistas do Tarcísio Maia a respeito do problema. “Hoje mesmo recebemos a denúncia de plantonistas de cirurgia do hospital, de que pacientes internados às vezes precisam ser reoperados duas ou três vezes por falta dos fios adequados, que substituídos por outros inapropriados criam complicações para os pacientes”, destacou Geraldo Ferreira.

“Esse drama, apesar de persistente em Mossoró, também é observado em outros hospitais regionais, onde equipamentos, materiais e medicamentos sempre estão em falta. O sucateamento dos hospitais; a falta de equipamentos, materiais e medicamentos; além da falta de recursos humanos, que em 60% tem seus contratos precarizados por empresas, criam um quadro preocupante na saúde estadual”, encerrou.

FM 98
Deixe um comentário