Marcelo Crivella, prefeito do RJ, é preso nesta terça-feira

Operação apura esquema criminoso na prefeitura

Na manhã desta terça-feira (22), o prefeito Marcelo Crivella, do Republicanos, foi preso numa ação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP/RJ) que contou com o apoio da Polícia Civil. Deflagrada a partir de uma delação feita por Sérgio Mizrahy, a prisão faz parte da ação que apura um esquema de lavagem de dinheiro dentro da prefeitura municipal do Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério Público, havia uma organização criminosa dentro da prefeitura, operada por Rafael Alves que, mesmo sem possuir um cargo no município atuava na prefeitura, numa sala na Cidade das Artes, fazendo extorsão de empresários. Ele inclusive conseguiu a nomeação do irmão, Marcelo Alves, como presidente da Riotur, estatal fluminense responsável pela gestão do turismo na cidade.

Na operação também foi preso o delegado Fernando Morais, suspeito de participar da organização criminosa e ainda tem um mandado de prisão contra o ex-senador Eduardo Lopes. Há outros 10 mandados de prisão para serem cumpridos dentro desta operação.

De acordo com apurações do MP/RJ, empresas que demonstravam interesse em fechar contratos ou tinham dinheiro para receber do município entregariam cheques a Rafael Alves. Em troca, ele facilitaria a assinatura dos contratos e o pagamento das dívidas.