LAÍRE ROSADO: Movimento de candidatos

LAÍRE ROSADO: MOVIMENTAÇÃO DE CANDIDATOS

Houve tempo em que os candidatos a cargos eletivos iniciavam suas campanhas com muita antecipação. Foi assim que Geraldo Melo, eleito governador em 1986, começou a articular seu projeto logo que tomou posse como vice-governador de Lavoisier Maia, em 1982.

Com o deputado João Faustino aconteceu o mesmo. Desconfiando que não seria o candidato do grupo Maia, construiu seu projeto ano a ano, forçando seu grupo político a aceitar sua candidatura, tornada irreversível, e concorrendo ao cargo com o apoio desse grupo político.

Na escolha do próximo governador de estado, o único nome oficialmente definido é o da governadora Fátima Bezerra, candidata à reeleição. A oposição tem nomes que deverão concorrer ao cargo, como o deputado federal Benes Leocádio e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo. Há outros possíveis candidatos que que aguardam o momento oportuno para o anúncio dos seus nomes.

Enquanto todos candidatos não forem conhecidos, a governadora Fátima continuará como favorita e trabalhando e avançando na conquista de mais apoios. Quanto aos eleitores, é grande o número de indecisos, o que é plenamente justificável no momento atual.

A eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República mostrou a reação do brasileiro aos governos do PT, enquanto o ex-presidente Lula seguia massacrado pela Justiça Federal, tendo à frente o ex-ministro Sérgio Moro, então juiz no Paraná.

Para 2022 o quadro será diferente e imprevisível. O eleitor está atordoado, sem conseguir analisar os acontecimentos. Os candidatos precisam de uma mensagem capaz de convencê-los. Não é impossível que, a exemplo de 2018, a onda Bolsonaro seja repetida, com uma outra tendência ainda não identificada, mas capaz de eleger os novos representantes da política brasileira.

cialis fiyatcialis satış