LAÍRE ROSADO: Ministro Luiz Barroso na presidência do TSE

O discurso de posse do ministro Luiz Roberto Cardoso na presidência do Tribunal Superior Eleitoral foi um convite ao entendimento entre os Poderes, ao afirmar “precisamos de denominadores comuns e patrióticos. Pontes, e não muros. Diálogo, em vez de confronto. Razão pública no lugar das paixões extremadas”.

Barroso defendeu a conciliação e o diálogo como metas a serem buscadas para se superar a atual crise pelo qual o Brasil atravessa. O discurso aborda vários assuntos, como a importância do voto, o protagonismo das redes sociais nas eleições, os engajamentos dos jovens e das mulheres na política, as reformas que entende serem necessárias e o compromisso de cumprir a Constituição.

Sobre o adiamento das eleições, repetiu a opinião que vem sendo divulgada há algum tempo: “as eleições somente devem ser adiadas se não for possível realizá-las sem risco para a saúde pública. O cancelamento das Eleições Municipais, para fazê-las coincidir com as Eleições Nacionais em 2022, não é uma hipótese sequer cogitada”, assegurou.

Em determinado momento, disse estar disposto ao entendimento com todos, “quem pensa diferente de mim não é meu inimigo, mas meu parceiro na construção de um mundo plural. A democracia tem lugar para conservadores, liberais e progressistas. Nela, só não há lugar para a intolerância, a desonestidade e a violência”.

O pronunciamento pode ser lido na íntegra no site do TSE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *