Hemocentro registra queda na quantidade de doações de sangue no período de final de ano

No final do ano, as doações de sangue para o Hemocentro de Mossoró diminuem. Segundo a assistente social Zeine Oliveira, a queda nas doações ocorre por causa de fatores como férias escolares e período de festas, quando muitas pessoas saem da cidade. Ela conta ainda que, para reverter o quadro e, pelo menos, manter o estoque estável, as equipes do Hemocentro ampliam parcerias e campanhas educativas.

“Infelizmente, neste período do ano as pessoas doam menos. O Hemocentro de Mossoró tem de atender a todos os municípios da região Oeste do Estado que vem, por exemplo, para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) e para o Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM). Por isso pedimos sempre o apoio de todos”, disse a assistente social.

Zeine Oliveira explica que, além das doações feitas na sede do Hemocentro, ao lado do HRTM, é possível doar na unidade móvel do Hemocentro, que percorre diversas cidades e instituições durante a semana. Na próxima terça-feira, 29, o micro-ônibus adaptado estacionará na cidade de Tibau a fim de estimular os veranistas a doarem.

“Aqueles que estiverem dispostos a vir aqui ao Hemocentro ou abrirem mão de uma horinha do veraneio na praia estarão salvando até quatro vidas, creio que não há melhor recompensa que esta. Sangue não se fabrica em laboratório, só conseguimos através de doações”, afirma Zeine Oliveira.

O Hemocentro de Mossoró funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h30 e, aos sábados, das 7h às 17h. Interessados em doar sangue passam por uma triagem e devem, entre outras coisas, estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 67 anos de idade, pesar mais de 50 kg, além de não estar em jejum.