Há 97 anos nascia o poeta Elizeu Ventania, o Rei da Canção

Poeta é patrono da Estação das Artes de Mossoró.

Há exatos 97 anos, portanto em 1924, nascia no sítio Jacu, na serra de Martins, Elizeu Elias da Silva. Filho de Eustáquio Rodrigues da Silva e Maria Raimunda da Conceição adentrou no mundo da poesia cedo e 1942, com um estilo muito próprio, começou a musicar seus próprios poemas, criando assim o que conhecemos hoje na poesia popular como “canção” e marcando seu nome na música e na literatura potiguar como Elizeu Ventania.

Participou de programas nas rádios Poti e Nordeste, Rádio Rural e Cabugi, em Natal; Difusora, Rural, Tapuyo e Libertadora, em Mossoró; Rádio Rural de Caicó; Rádio Vale do Jaguaribe, no Ceará e se apresentou também em canais de televisão, como TV Ponta Negra, em Natal, e Verdes Mares, no Ceará, no Programa Ceará Caboclo.

Entre os anos de 1971 e 1979, chegou a gravar dois Lps, além de inúmeras fitas K7, deixando mais de 200 composições inéditas e uma trajetória sempre lembrada pelos cantadores de toda a região.

Dentre suas composições destacam-se: “Chorando ao Pé da Cruz”, “Folha Sêca”, “Revelação”, “Invernada No Sertão”, e “Os Ladrões Estão Soltos Nas Ruas”. Patrono da Estação das Artes de Mossoró, Elizeu Ventania faleceu aos 74 anos de parada cardíaca, em 19 de outubro de 1998.