Dia da Tomada da Bastilha em tempos de coronavírus

Comemorações do Dia da Tomada da Bastilha sob o signo do coronavírus: este ano, o tradicional desfile militar nos Campos Elíseos foi substituído por um tributo, na Praça da Concórdia, aos profissionais de saúde empenhados no combate contra a pandemia em França.

De acordo com o comunicado da presidência francesa, a cerimónia foi “reduzida a dois mil participantes e cerca de 2500 convidados, cumprindo as regras do distanciamento social”.

Para além de médicos e enfermeiros, o aniversário serviu também para homenagear condutores de ambulâncias, funcionários dos correios e trabalhadores de supermercados, entre outros, que permitiram manter os serviços considerados essenciais durante a crise sanitária.

Sem as tradicionais comitivas estrangeiras, a cerimónia contou no entanto com a presença do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *