CORONAVÍRUS Índia supera Brasil e se torna o segundo país com mais casos de covid-19

Testes de covid-19 em MumbaiTestagem em Mumbai. Índia registra índices mais altos de casos diários de covid-19 em todo o mundo

A Índia superou o Brasil e se tornou o segundo país com mais casos de covid-19 em todo o mundo, em meio a recordes diários de novas infecções no país sul-asiático.

Segundo dados do Ministério da Saúde indiano divulgados nesta segunda-feira (07/09), foram registrados 90.802 casos nas últimas 24 horas, que elevaram o total para mais de 4,2 milhões. Na véspera, o país havia confirmado 90.632 novas infecções – cifra nunca antes registrada em um país em um dia. O total de óbitos passou de 71 mil nesta segunda-feira. com 1.016 novas mortes confirmadas.

O Brasil soma 4,1 milhões de casos e, com mais de 126 mil mortes por covid-19 registradas, ainda é a segunda nação com maior perda de vidas em consequência das infecções pelo coronavírus. Os Estados Unidos seguem como os mais atingidos pela pandemia, com mais de 6,2 milhões de infecções e 188 mil mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Há quase um mês a Índia vem registrando os índices mais altos de infecções diárias em todo o mundo, muitas destas nas áreas rurais. Os centros de saúde e de testes estão sobrecarregados em várias regiões.

Apesar de o país realizar atualmente mais de 1 milhão de testes por dia, o índice de testagem por mil habitantes ainda é mais baixo do que em vários outros países. Com 1,3 bilhão de habitantes, a Índia á a segunda nação mais populosa do mundo, atrás da China.

As infecções passaram a aumentar após o governo afrouxar as medidas de confinamento a partir de maio, com o objetivo de reavivar a economia do país, que retraiu quase 24% no último trimestre. Foi a maior contração entre as maiores economias globais, deixando milhões de pessoas desempregadas.

Mesmo com o aumento nas contagens diárias de casos da doença, a Índia continua a reabrir sua economia, com exceção das regiões consideradas de alto risco. Os serviços de metrô em cidades como Nova Délhi e Bengaluru foram reiniciados após cinco meses de paralisação, ainda que com distanciamento social e medidas rígidas de segurança, incluindo medição de temperatura e obrigatoriedade do uso de máscaras.

Alemanha reforça ajuda à Índia

Em vista do aumento maciço de casos coronavírus na Índia, o governo alemão decidiu expandir significativamente sua ajuda ao país. Em entrevista aos jornais do grupo de mídia Funke no último fim de semana, o ministro alemão do Desenvolvimento, Gerd Müller, destacou que agora o foco deve ser “desacelerar a disseminação”.

Para isso, de acordo com Müller, o governo alemão está fornecendo 330 mil kits de testagem de covid-19 e 600 mil equipamentos de proteção para uso médico, no valor total de 15 milhões de euros. Adicionalmente, o Ministério do Desenvolvimento concede empréstimos de curto prazo no valor de 460 milhões de euros.

“Desta forma, estamos ajudando para que alimentos possam ser distribuídos a 800 milhões de pessoas e uma ajuda provisória possa ser fornecida para 320 milhões de pessoas que perderam seus empregos na crise do coronavírus”, explicou Müller. Ele falou que esta é uma das maiores ações de apoio ao combate da pandemia de coronavírus em todo o mundo.

Deutsch Welle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *