Carro fumacê deve começar a circular em Mossoró a partir da próxima semana

A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria de Saúde, acionou a presença do carro fumacê devido a um aumento atípico de notificações das arboviroses (dengue, zika e chikungunya) na últimas semanas na cidade. A previsão é que cinco carros fumacês, sendo quatro de rotas e um de reserva, comecem a circular a partir de segunda-feira (04).

Inicialmente serão seis bairros que vão receber o fumacê, com possibilidade de expansão de novos bairros e a zona rural. Os dois primeiros são Santa Delmira e Abolições. Depois Santo Antônio e Barrocas e em seguida Boa Vista e Aeroporto. Cada bairro deve receber até três ciclos de aplicação de inseticida, devendo haver um intervalo entre um ciclo e outro de pelo menos três dias.

O fumacê poderá percorrer até 200 quarteirões por dia. Os horários de aplicação variam de 5h até, no máximo, às 7h e das 17h até, no máximo, 19h.

A Vigilância à Saúde do Município orienta que a população mantenha portas e janelas abertas para uma melhor aplicabilidade do inseticida. A Vigilância também reforça que a sociedade pode e deve ser uma importante aliada na luta contra as arboviroses. Não deixar recipientes com água parada nas residências e proteger as caixas d’águas são medidas mínimas que cada um deve fazer. Mesmo com todo trabalho intenso dos agentes de endemias para evitar qualquer epidemia de arboviroses, a população ainda não contribui da forma como deveria.

A Associação de Meliponicultores e Meliponicultoras Potiguar (AMEP), representada por Victor Hugo, está ciente da presença do carro fumacê e vai receber em breve a rota do carro para evitar possíveis perdas de abelhas. “Estamos em diálogo contínuo com ambas Secretarias no intuito de diminuir o impacto do inseticida nos polinizadores criados por Meliponicultores na Zona Urbana.”, informou o sócio fundador da AMEP, Victor Hugo.

 

Prefeitura de Mossoró