Brasil soma mais de 540 mil mortes pela Covid-19

ltimo boletim do Ministério da Saúde mostra 1.456 novos óbitos em decorrência da Covid-19, registrando mais de 540 mil vidas perdidas

O último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra 1.456 novos óbitos em decorrência da Covid-19, registrando mais de 540 mil vidas perdidas na pandemia. Ao todo, 540.398 brasileiros morreram por infecção do novo coronavírus. Há ainda 3.460 mortes em investigação, em que a causa do óbito ainda está sendo analisada pelas equipes de saúde. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (16).

O estado do Rio de Janeiro tem a maior letalidade do vírus, ou seja, a maior taxa de mortes entre os que foram infectados. A taxa fluminense chega a 5,77, bem acima do número de Roraima, por exemplo, que registra letalidade de 1,5.

Confira abaixo a taxa de cada estado:

  • Rio de Janeiro – 5,77%
  • São Paulo – 3,43%
  • Amazonas – 3,27%
  • Pernambuco – 3,17%
  • Maranhão – 2,85%
  • Goiás – 2,82%
  • Pará – 2,79%
  • Mato Grosso – 2,60%
  • Rio Grande do Sul – 2,57%
  • Minas Gerais – 2,57%
  • Ceará – 2,56%
  • Paraná – 2,50%
  • Alagoas – 2,49%
  • Mato Grosso do Sul – 2,49%
  • Rondônia – 2,48%
  • Piauí – 2,21%
  • Espírito Santo – 2,20%
  • Sergipe – 2,16%
  • Bahia – 2,15%
  • Paraíba – 2,15%
  • Distrito Federal – 2,15%
  • Acre – 2,05%
  • Rio Grande do Norte – 1,98%
  • Tocantins – 1,66%
  • Santa Catarina – 1,61%
  • Amapá – 1,57%
  • Roraima – 1,55%

Entre os municípios, São Luiz do Paraitinga (SP) tem a maior letalidade do país: 28,95%. Na sequência, vêm Boa Vista do Gurupi (MA), com 26,67%; Miravânia (MG), com 20%; Paço do Lumiar (MA), que registra 17,72%; e Ribeirão (PE), cujo índice é de 15,94%.

Do outro lado da lista, entre os municípios com as menores taxas de letalidade do Brasil, várias cidades aparecem com índice de zero, por não ter registrado óbitos, como São Francisco do Brejão (MA), Santa Filomena do Maranhão (MA), Patis (MG), Bonito de Minas (MG) e Massapê do Piauí (PI), todas com mais de 5 mil habitantes.

Acesse aqui os números do seu município e estado: brasil61.com/painelcovid

Fonte: Brasil 61