Brasil já tem quase 44 mil mortes por covid-19; governo amplia o uso de cloroquina

Dados do Conselho Nacional das Secretarias de Saúde registram a morte de 43.959 pessoas por causa da pandemia do coronavírus no Brasil. Entre domingo (14) e segunda-feira (15), foram 627 confirmações de óbitos. A taxa de letalidade em todo o país é de 4,9%. Os estados que registram situação mais crítica são Rio de Janeiro, com índice de 9,5% e Pernambuco, em que o é de 8,5%.

Artigo | O que sabemos sobre a covid-19 até agora e o que podemos prever

O número total de casos no país chega a 871.271. Em 24 horas mais de 20,5 mil brasileiros tiveram a confirmação de que estão com a doença. Com os resultados, o número de contágios pelo coronavírus registrando crescimento em todos os períodos desde a chegada ao país.

Pacientes recuperados de covid-19 relatam sequelas como cansaço e ansiedade

Governo amplia uso da cloroquina

Nesta segunda-feira, o Ministério da Saúde informou que vai passar a orientar o uso da cloroquina para mulheres grávidas e crianças. O medicamento não tem eficácia comprovada contra a covid-19, mas foi eleito pelo governo de Jair Bolsonaro como uma das principais armas para a cura da doença.

Governo admite que cloroquina pode agravar quadros de covid-19, mas amplia o uso

Nesta segunda-feira (15) a FDA, agência que faz o controle de medicamentos nos Estados Unidos, revogou a permissão para uso da substância e da hidroxicloroquina em pacientes com covid. Em nota a instituição afirmou que “não é razoável acreditar que os fatores conhecidos e os potenciais benefícios desses produtos superem seus riscos conhecidos e potenciais.”

 

Brasil de Fato