Bar do Cebion – Bebericanto com Amós Soares

O Bar do Cebion encontra-se encravado no coração do bairro Boa Vista, praticamente no encontro das ruas Francisco Romualdo com a Francisco Bernardo. Não sei se propositadamente em referência ao patrono das ruas, mas Cebion verdadeiramente chama-se Francisco Assis de Oliveira Junior. No auto de seus 61 anos de idade este estalajadeiro risonho e simples mantém o bar com o “nome” advindo de um apelido, pelo qual atende prontamente, adquirido desde os tempos de adolescente.

O bar foi fundado no ano de 2002 após Cebion meter-se com diversas ocupações sem paixão (padaria, servente de pedreiro, crediário) e também depois de duas migrações sem sucesso (Paraná e Santa Catarina) assim retornou para Mossoró, onde começou a trabalhar de garçom e aí tomou gosto por atender pessoas, por servir, foi então que em 10 de outubro de 2002 fundou seu próprio negócio o BAR DO CEBION.

E ai, qual é a boa?

Por ser um bar simples, feito para pessoas simples, homens livres que gostam de tomar um trago e jogar conversa fora após a labuta, Cebion diz que a boa é a tradicional cerveja gelada e a cachaça. A sua receita gastronômica é tripa de porco com feijão verde ou a carne de sol na cebola.

Discreto, Cebion faz o preparo das iguarias ali mesmo, debaixo do alpendre (o corte da tripa) em meio ao vai-e-vem de transeuntes do bairro. Aqui, acolá, serve uma pinga a um ou outro bêbado conhecido. O terno Cebion pode ser tornar chato se o camarada der trabalho aos clientes a quem preza e zela para ter retorno garantido. Os preços praticados no estabelecimento não são absurdos e os pratos servem bem, não são minúsculos. Arrisco dizer ao bom leitor que não é necessário muito de seus cobres para sair satisfeito. O Bar do Cebion é um “canto” bom para se beber e conversar. Ouvir uma música popular, assistir uma partida de futebol, desfrutar das coisas simples da vida.

Foto meramente ilustrativa.