Através de aplicativo TRE pagará alimentação de mesários e colaboradores

A Justiça Eleitoral recomenda que a Carteira bB seja baixada antecipadamente

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), por meio eletrônico disponibilizará o auxílio-alimentação aos mesários nas Eleições 2020. O órgão firmou parceira com o Banco do Brasil para que o benefício fosse efetivado no aplicativo de celular Carteira bB, visando também o máximo de transparência para o público.

Disponível para download gratuito na App Store e Google Play, os beneficiários já podem baixar o app. O colaborador deverá realizar o cadastro, informando o número do seu CPF, nome completo, data de nascimento e número de celular. Depois dessa etapa, o usuário digitará um código, recebido via SMS, e criará uma senha pessoal. Para estas eleições, o valor do benefício será de R$ 40,00. A inscrição antecipada com validação do CPF é essencial para que o mesário tenha acesso a quantia a partir do dia 15 de novembro.

Para receber o dinheiro, é preciso inserir uma contrassenha informada pelo Cartório Eleitoral que será enviada em momento oportuno. O resgate para a carteira digital com o uso da contrassenha fornecida estará disponível até o dia 08/12/2020 (1ª turno), não sendo possível fazê-lo em data posterior. Após baixar o benefício na carteira, não há data limite de utilização.

O usuário poderá usufruir do valor para diversas finalidades no aplicativo, todas sem custo. Será possível efetuar saques em terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, realizar transferências para contas bancárias convencionais (TED/DOC) e outros usuários da Carteira bB, pagar boletos bancários e despesas feitas em estabelecimentos comerciais que disponham de maquinetas da Cielo credenciadas, com QRCode, e até fazer recarga de celular. Também estará à disposição, um número de cartão virtual (função débito) para compras online.

O Estado do Rio Grande do Norte deverá contar com aproximadamente 35 mil colaboradores nas Eleições 2020, reunidos em 6.512 seções eleitorais. Além da praticidade, a solução encontrada pelo TRE segue as medidas sanitárias de prevenção ao COVID-19.