Cerimônia atraiu também pessoas que passavam pelo local, capoeiristas e um grupo de estudantes da UFERSA (Foto: Luciano Lellys).

Umbandistas celebram Louvação do Baobá em comemoração ao Dia da Consciência Negra

Umbandistas realizaram no domingo, 20, Louvação do Baobá, em comemoração ao Dia da Consciência Negra, na Praça Cicero Dias, conhecida como Praça do Teatro Dix-Huit-Rosado. A cerimônia reuniu diversos praticantes da umbanda e teve à frente o Babarolixá Neto Almeida.
“A cerimônia celebra não só os orixás, divindades da Umbanda, mas também as expressões da cultura negra e o próprio baobá, uma árvore que faz parte das nossas raízes culturais e em nossa religião. Também aproveitamos a celebração para pedir paz para o mundo e mais respeito”, conta o Babarolixá.
Pai Neto conta que, além dos praticantes da Umbanda, a cerimônia atraiu ainda pessoas que passavam pelo local, capoeiristas e um grupo de estudantes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), que estuda manifestações religiosas.
“Embora ainda haja preconceito na sociedade, o tratamento das pessoas e as reações à Louvação do Baobá têm melhorado ao longo dos anos. É muito importante mantermos nossa cultura e nossas celebrações, usando também esses espaços públicos e fomentando o debate, deixando claro que todos os que quiserem conhecer são bem-vindos”, declara Pai Neto.