sábado , 24 de agosto de 2019
Home / Cotidiano / Reunião debate medidas de segurança para o Pingo do “Mêi” Dia
Serão até 480 agentes de segurança que estarão atuando entre o Pingo do “Mei” Dia e os fins de semana das atrações. Foto: Luciando Lellys.
Serão até 480 agentes de segurança que estarão atuando entre o Pingo do “Mei” Dia e os fins de semana das atrações. Foto: Luciando Lellys.

Reunião debate medidas de segurança para o Pingo do “Mêi” Dia

Com a festa tradicional potiguar, Mossoró Cidade Junina chegando, representantes da Segurança Pública de Mossoró apresentaram, na tarde desta quarta-feira (30),  medidas de segurança que serão adotadas para cobertura do evento. A reunião ocorreu no auditório Estação das Artes Elizeu Ventana.

A maior concentração de pessoas está prevista para o Pingo do “Mêi” Dia, no próximo sábado (2), e as medidas tomadas para garantir a segurança da população envolve desde agentes de trânsito até contingente de policiais vindos da capital Natal.

A mesa de apresentação contou com o Secretário de Segurança do município; o Gerente de Fiscalização de Trânsito, Barra Neto;  Comandante da 2° DRPE, Major Manoel Lima;  Comandante do 2° batalhão, Major Maximiliano; Delegado da Polícia Civil, Denis Carvalho e o Comandante do Posto de Bombeiros, Queiroz.

Serão até 480 agentes de segurança que estarão atuando entre o Pingo do “Mei” Dia e os fins de semana das atrações. Durante o encontro foram destacados alguns informes, como por exemplo, a presença de 67 câmeras que vão auxiliar o trabalho dos agentes. Além disso, foi afirmado que está proibido a entrada de litros de bebida no evento e que haverá inspeção em quem quiser entrar com cooler. 

Não deixou de ser destacado o aviso para os motoristas sobre a Lei Seca e a operação Zero Álcool no evento, que será realizada em dias e horários estratégicos, dessa forma, foi orientado à população mais uma vez não beber e dirigir.

Segundo o Secretário de Segurança, “cada célula do evento estará monitorada. Todas as incidências e os delitos que forem detectadas em tempo real, existirá a atuação direta das forças de segurança e aqueles que forem detectados pós-evento, estará sendo encaminhado para a polícia judiciária ou com auxílio de investigação da Polícia Estadual”.