domingo , 17 de dezembro de 2017
Home / Destaques / Novo escândalo sexual atinge território do Vaticano
Praça de São Pedro - Vaticano
Praça de São Pedro - Vaticano

Novo escândalo sexual atinge território do Vaticano

A informação foi divulgada neste sábado (18), pelo Vaticano, e repercutido na imprensa mundial.O assunto tem sido notícia recorrente em todos os continentes, mas sempre escondido pelas mais altas esferas eclesiásticas.

O porta-voz do Vaticano, Greg Burke, disse em comunicado que “em consideração dos novos elementos surgidos recentemente está em curso uma nova investigação para que se lance toda a luz sobre o que realmente aconteceu”.

O jornalista italiano Gianluigi Nuzzi foi o responsável pela mais recente denúncia, apresentada em livro de sua autoria intitulado ” Peccato originale” (“Pecado Original”), onde divulga o depoimento de um jovem polonês Kamil Tadeusz Jarzembowski sobre esses abusos.

Entre 1980 e 2017, mais de 5.000 pessoas apresentaram queixa de abusos a cerca de 100 autoridades católicas. As piores e mais frequentes ofensas foram cometidas em escolas e lares para crianças vulneráveis. Desta vez, Jarzembowski fala sobre “os abusos no seu quarto, a outro seminarista, mais de 140 vezes e dos quais ele era testemunha ocular, por parte de um pupilo do reitor que era maior que ele e que depois se tornou sacerdote “.

O Vaticano já pagou em indenizações mais de três mil milhões de dólares a vítimas de crimes sexuais cometidos por membros do clero. Todos os anos aparece um novo escândalo, numa instituição que muito lentamente pondera terminar com o celibato entre os sacerdotes.