quarta-feira , 19 de dezembro de 2018
Home / Destaques / Notas da Redação

Notas da Redação

GOVERNADORES
Bolsonaro com governadoreas

O encontro do presidente eleito, Jair Bolsonaro, com os governadores, serviu para uma primeira aproximação entre governantes, mas não houve qualquer aceno de ajuda do governo federal aos Estados. É preciso adotar “medidas que são um pouco amargas” disse Bolsonaro.

PACTO
Bolsonaro propôs aos governadores um pacto a favor do Brasil. Muda o cenário, entram novos participantes, mas os eleitos em 2018 ouviram o que os atuais têm escutado do atual governo. Na prática, cada Estado terá que resolver seus próprios problemas, pois o governo central não tem condições para retirá-los da crise em que se encontram.

AUSÊNCIA
A governador Fátima Bezerra não compareceu ao encontro dos governadores eleitos e reeleitos com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Em nota, informou que o governador do Piauí, Wellington Dias (PT) representaria os governadores do Nordeste. Um mau começo.

DIÁLOGO
Mesmo faltando ao encontro com Bolsonaro, Fátima Bezerra disse de sua “total disposição em dialogar com o futuro Governo da República e defender, como sempre fez, os interesses do povo potiguar”, conforme nota divulgada pela equipe de comunicação petista.

IDEOLOGIA
Bolsonaro afirmava que seu governo não teria ministro do Exterior com viés ideológico. Mas, indicou para o Itamarati o diplomata Ernesto Araújo, que além de defensor de sua candidatura em blog pessoal, faz a apologia do presidente Donald Trump e é crítico feroz da esquerda.

CRISES
Sobre política externa, Bolsonaro criou problemas com os árabes, ao declarar que mudará a Embaixada Brasileira em Israel para Jerusalém e com os cubanos, ao criticar duramente o programa Mais Médicos e tratar o regime como “ditadura cubana”.
PROGRAMA

Dizendo não aceitar as declarações ameaçadoras de Bolsonaro, o governo de Cuba informou a saída do programa Mais Médicos que participava desde 2013. Bolsonaro declarou que “expulsaria” os médicos cubanos do Brasil. A promessa constava do seu plano de governo.

MÉDICOS
Em relação ao RN, o fim do programa Mais Médicos representa a perda de 142 médicos cubanos. Hoje, 282 médicos estão em atividades nesse programa, sendo 142 cubanos que atuam em 67 municípios do estado. O governo analisa medidas para solucionar o problema.

MUDANÇA
A entrevista concedida pelo médico Manoel Nobre ao canal 10-TCM causou estranheza entre seus colegas de profissão. Sobre a situação da APAMIM – Maternidade Almeida Castro, mudou completamente de opinião quando comparadas às opiniões emitidas anteriormente.

SUPLÊNCIA
A decisão do TSE sobre a contagem dos votas do candidato Kerinho interessa sobretudo ao deputado Beto Rosado que confirmará sua permanência em Brasília. O senador José Agripino, nesse caso, passa de segundo para primeiro suplente de deputado federal.

FERIADÃO
Faz parte da cultura brasileira esticar os feriados, quando em fins de semana. Foi assim que o governador Robinson Faria decretou ponto facultativo nos Órgãos e Entidades da Administração Direta, Indireta, Autárquica e Funcional do governo amanhã, sexta-feira.

CAERN
A primeira fase do concurso público 2018 da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) será realizada neste domingo (18), com prova escrita objetiva e discursiva, além de uma redação. No total, são 2.271 inscritos e a divulgação dos gabaritos será na terça-feira (20).

CRÉDITO
A Justiça Eleitoral autoriza transferência de recursos para os Tribunais Regionais Eleitorais, no valor de R$ 264 milhões. No Rio Grande do Norte, o TER receberá pouco mais de R$ 8 milhões em crédito suplementar, transferência aprovada pela ministra Rosa Weber, presidente do TSE.