quinta-feira , 22 de junho de 2017
Home / Destaques / Giro pelo Estado – Vai ter “golpe”! O que virá depois?
dilma-rousseff-2016-4063-original

Giro pelo Estado – Vai ter “golpe”! O que virá depois?

Tirando os holofotes da Globo, e manifestações de parte a parte, é preciso analisar as entrelinhas do momento político do País.
Antes gostaria de dizer q não estou opinando, estou analisando.
É preciso fazer este alerta para não me taxarem de defensor de ‘coxinhas’ ou ‘comunistas’. Não é este o intuito deste texto.
Foi dado um ultimato a presidenta Dilma Rousseff no último dia 11, sexta-feira passada. Dilma recebeu a informação de que “teria golpe”.
Deram a oportunidade dela sair “em paz” e renunciar. Dilma reagiu, e disse que não renunciaria. A imagem da fragilizada Dilma tornou a coletiva em que se posicionou ainda mais dramática. Dilma está no limite.
Um dia após, o PMDB externou em convenção nacional para o País o que Dilma tinha escutado baixinho no ouvido no dia anterior.
Dai os desdobramentos envolvendo Lula e sua nomeação. Numa guerra como esta, Dilma, Lula e todos que viveram os efeitos da Ditadura Militar, esqueceram que numa guerra a primeira a morrer é a verdade.
Lula seria o “salvador da pátria”, se as gravações não tivessem mostrado um histórico ataque de ego que terminou de enterrar a unica esperança que existia para a continuidade do Governo Dilma.
Lula e Dilma nāo imaginavam que nesta guerra seriam capaz de fazer o básico, o óbvio, monitorar o q eles “pensavam” e usar como fosse necessário. O País perdeu suas estribeiras há tempos. Virou um jogo de tudo, ou nada.
Está tudo definido. Dilma será afastada do Governo. Só um milagre muda esta realidade e milagre em política é algo incomum devido o grande número de demônios e santos, a maioria com dupla personalidade oscilando entre o bem e o mal.
Minha curiosidade como grão de areia no deserto passa a ser descobrir o que ocorrerá depois.
Sérgio Moro continuará investigando a Lava Jato? Prenderá Cunha, Renan, Agripino, Aécio e cia? O “golpe” será dado por estes que estão na lista e já viram que o buraco negro vai sugar todos.
Será que a limpeza moral tão apregoada pela Lava Jato será parcial?
O tempo dirá.
Falta pouco. Dilma será presidente até abril. O que virá depois é uma grande interrogação.