sexta-feira , 6 de dezembro de 2019
Home / Destaques / Estado inicia construção de “muro” de containers entre pavilhões em Alcaçuz
PCC RN

Estado inicia construção de “muro” de containers entre pavilhões em Alcaçuz

A Polícia Militar (PM) começou a erguer um “muro” com contêineres separando os lados opostos no conflito entre facções rivais na Penitenciária Estadual de Alcaçuz.
De acordo com o Governo do Edtado, a separação com contêineres é uma medida temporária. A barreira provisória deve permanecer no local até que seja construído um muro separando os pavilhões 1, 2 e 3 (com detentos do Sindicato do RN) dos pavilhões 4 e 5 (que abriga membros do PCC).
A Penitenciária Estadual de Alcaçuz é a maior unidade prisional do Rio Grande do Norte e está sob rebelião desde o sábado passado, 14 de janeiro. Há uma semana, os detentos das duas facções entraram em batalha que resultou na morte de 26 presos, segundo informações do Governo do RN. No entanto, familiares dos detentos afirmam que, em contato com os presos da unidade, foram informados que o número de mortos é bem maior.
No presídio, que já não possuía grades nas celas desde o ano 2015, quando outra rebelião deixou o prédio danificado, os detentos falam ao telefone e portam facas, barras de ferro e até armas de fogo.
O sistema prisional potiguar está sob estado de calamidade desde março de 2015 e virou notícia internacional devido ao caos em que se encontra.