sábado , 19 de agosto de 2017
Home / Opinião / Notícias do Interior / Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

DEPENDE DA NECESSIDADE
A idéia de formação da sociedade foi sem dúvidas uma das melhores já pensada na história da humanidade. O conjunto de normas e leis criadas deu um norte e um encaminhamento conjunto para a vida das pessoas. Isso seria “mil maravilhas” se todos respeitassem e tivessem a consciência do que é viver num contexto social, no qual a harmonia e o entendimento entre os seus membros deveriam prevalecer e obviamente se viveria sem muitos entraves.
Essa seria a premissa de todo esse processo idealizado por um ser iluminado que através de sua sabedoria tentou fazer com que o homem pudesse viver de forma amigável e sem muitos problemas num mundo mais fraterno e humano. Mas, o que se ver na realidade é quase tudo ao contrário. O homem com sua arrogância, ganância e querendo ser mais do que o outro, começou a modificar e a destruir tudo que foi criado e idealizado com muita maestria e boa vontade para funcionar a contento, passando da harmonia para um conjunto de desavenças que hoje se transformaram num verdadeiro “Deus nos acuda”. Isso porque, o que era para ser vivido na coletividade passou para individualidade, culminando com mundos diferentes em um só local, ou seja, existem pessoas que não aceitam as regras e normas e burlam em benefício próprio mesmo que prejudique milhares de outros seres.
Por isso, viver na sociedade atual não está fácil porque as pessoas valorizam ou vivem de acordo com suas necessidades sem pensar que seria muito mais fácil se todos pensassem em uma forma de vida coletiva, na qual os que detêm o dinheiro e o poder pudessem ajudar aqueles que não possuem nada ou quase nada e vivem a margem de um sistema totalmente excludente aonde a maioria vive na miséria e sem rumo e uma minoria usufruindo das riquezas que um dia foi idealizada para ser dividida em uma sociedade mais justa e igualitária. Infelizmente hoje é cada um por si, embora ainda tenha alguns “gatos pingados” que ainda pensam no próximo.

FORA DE CONTEXTO
Essa de tirar o porte de arma dos policiais aposentados não é uma boa idéia até porque são pessoas que dedicaram suas vidas a defender a sociedade dos bandidos e por isso tem o direito de continuarem usando suas armas para se defenderem, haja vista, ter o risco de encontrar um deles no seu caminho mesmo depois de estarem usufruindo de sua aposentadoria. Fica sempre a marca contra os bandidos quando se trabalha na polícia.

PARA HOMENS
Assim como a mulher tem direito a quatro meses de licença maternidade podendo se estender até seis, o homem agora terá o direito a pelo menos vinte dias de licença paternidade, o que antes não existia, pois só eram cinco dias. Portanto, as empresas terão que liberar aquele funcionário que for pai ou adotar algum filho.

REPETINDO
Os bandidos continuam repetindo os mesmos modos de operação nos assaltos a agências bancárias e dos correios no interior. Semana passada foi à vez de campo grande sentir a sensação de uma caixa eletrônica explodido por bandidos que causaram terror na cidade. Assim tem sido a tônica dos meliantes que estão atacando em toda parte. Vamos ver se o novo comando da polícia vai conseguir amenizar esse grave problema da segurança pública no estado.

ELEIÇÕES
O prefeito de Upanema e pré-candidato a reeleição, Luiz Jairo, ainda não tem um adversário definido, já que as últimas notícias não são boas para o grupo opositor que estava propenso a lançar Manoelzinho e/ou Jorge Luiz que não tem muito interesse. Mas, a notícia de que os dois poderão ficar inelegíveis até 2018 pode inviabilizar suas possíveis candidaturas. Por isso, daqui para junho muita coisa ainda acontecerá no tabuleiro da política daquele município.

SEM DISPOSIÇÃO
A renúncia do prefeito de Florânia, Júnior de Janúncio, semana passada acendeu uma luz vermelha para as pessoas que estão e que vão entrar na política. Isso porque muitos não estão preparados para enfrentar uma administração em que os problemas são cumulativos e em tempos de crise tudo fica mais difícil, o que complica mais ainda. Por isso, se deve fazer política dentro da realidade assumindo somente os compromissos que estão ao alcance para resolução até porque hoje não se faz mais milagres com os recursos, que estão a cada dia, mais escassos e por esse motivo, deve ser usado de forma eficaz.

“BOLA FORA”
O governo do estado pode ter dado à famosa “bola fora” repassando de forma equivocada informações exigidas pelo Ministério da Educação, o que pode obrigar as prefeituras e ao estado além de não receber ainda ter que devolver recursos do FUNDEB, o que invibializaria os seus serviços de educação como também os pagamentos dos professores e servidores, o que seria um caos para todos. Vamos torcer que o governo consiga reverter na justiça essa falha e isso não aconteça de fato, pois sem esses recursos as prefeituras podem parar.

NOTÍCIAS-DO-INTERIOR----21-02-16