segunda-feira , 20 de maio de 2019

A chefe do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, Kirstjen Nielsen, de 46 anos, pediu demissão. Ela ocupou três altos cargos no governo Donald Trump, desde janeiro de 2017. O pedido foi aceito.

A renúncia de Nielsen ocorre no momento em que o presidente norte-americano expressa frustração com o aumento no número de migrantes que cruzam a fronteira do México com os Estados Unidos.

A Secretária de Segurança Interna dos EUA Kirstjen Nielsen visita o Centro de Operações Eleitorais do DHS e o Centro Nacional de Integração da Cibersegurança e Comunicações (NCCIC) em Arlington, Virgínia, EUA. REUTERS/Jonathan Ernst/File Photo
A Secretária de Segurança Interna dos EUA, Kirstjen Nielsen, deixou o governo de Donald Trump    (Arquivo/REUTERS/Jonathan Ernst/File Pho

Nas redes sociais, Nielsen agradeceu a Trump por ter feito parte de sua equipe. “Foi uma honra para toda a vida servir com os bravos homens e mulheres do departamento. Eu não poderia estar mais orgulhosa e mais humilde com seu serviço, dedicação e compromisso para manter nosso país a salvo de todas as ameaças e perigos” disse.

Cerca de 100 mil imigrantes foram capturados, na fronteira dos Estados Unido com o México, em março. É o maior número em uma década, segundo autoridades da fronteira dos EUA.

Agência Brasil

*Com informações da DW, agência pública internacional da Alemanha