Você sabe qual o significado do feriado de Corpus Christi?

Hoje é feriado, 03 de junho, Dia de Corpus Christi. Até aí tudo bem, mas se eu perguntar se você sabe o significado, você saberá responder?

Fizemos uma pesquisa rápida entre dez participantes da nossa lista de contatos telefônicos, de forma aleatória, com pessoas de diversas crenças, profissões e níveis culturais, o resultado foi que dos dez, nove não respondeu de forma correta, um não quis responder. Abaixo, segue um estudo do professor de História Daniel Alves que conta um pouco sobre esta data.

O Dia de Corpus Christi é uma comemoração do calendário da Igreja Católica e sua criação data do século XIII. No Brasil é celebrada com um feriado, sempre numa quinta-feira e é quando se celebra um dos princípios mais importantes do catolicismo: o sacramento da eucaristia.

A expressão Corpus Christi vem do latim e, em tradução livre para o português, significa “corpo de Cristo”. Sugere-se então, a partir do seu significado uma homenagem à eucaristia, sacramento do catolicismo realizado como uma forma de relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo e quando o pão que é consumido representa o corpo de Cristo, e o vinho ingerido simboliza o sangue de Cristo.

A realização da eucaristia faz referência à Última Ceia realizada por Cristo com seus discípulos durante a Semana Santa, e à ordem de Cristo (conforme citado acima) de consumir o pão e o vinho em sua memória. Ainda dentro da teologia católica, acredita-se que na eucaristia ocorre algo conhecido como transubstanciação, no qual os elementos (hóstia e vinho), após serem consagrados, transformam-se, em essência, na carne e no sangue de Cristo.

A comemoração de Corpus Christi ocorre exatamente 60 dias após a Páscoa. A data é celebrada obrigatoriamente em uma quinta-feira. Isso acontece como uma simbologia pelo fato de que a Última Ceia ocorreu em uma quinta-feira, segundo a tradição. Outro marco importante para o estabelecimento da data é o Domingo da Santíssima Trindade. Na quinta seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade, é comemorado Corpus Christi.

A data faz parte do calendário tanto da Igreja Católica como de algumas igrejas anglicanas, mas não é celebrada por cristãos ortodoxos nem pelos protestantes. No Brasil, em decorrência da grande tradição católica, a comemoração é acompanhada por práticas que foram consolidadas aqui a partir da influência dos portugueses como a confecção de tapetes com representações bíblicas e cenas importantes da fé católica a partir de vários produtos, como serragem, borra de café, areia e grãos.

 

Qual a origem histórica de Corpus Christi?

A origem da comemoração dessa data remonta ao século XIII, oficialmente em 1264, durante o pontificado de papa Urbano IV (papa da Igreja de 1261 a 1264). A criação de uma comemoração em homenagem ao sacramento da Eucaristia foi resultado da influência dos relatos de Juliana de Mont Cornillon, uma freira belga que nasceu nas proximidades da cidade de Liège, em 1193.

Os relatos sobre Juliana de Mont Cornillon indicam que ela dizia ter, durante anos, visões e sonhos que traziam uma mensagem divina acerca da importância de se criar uma festa que comemorasse de maneira apropriada o sacramento da eucaristia. Esses relatos influenciaram inicialmente Roberto de Thourotte, bispo da diocese de Liège, que autorizou a realização de uma comemoração para 1247.

O bispo de Thourotte nunca chegou, de fato, a presenciar a comemoração ser realizada, pois acabou falecendo antes disso. No entanto, os relatos de Juliana impactaram outra pessoa em Liége: o arcediago Jacques Pantaleon. Esse arcediago nasceu em Troyes, na França, e em 1261 seria entronizado papa sob o nome de Urbano IV, que, conforme mencionamos, foi o responsável por oficializar a criação dessa celebração.

Além dos relatos de Juliana de Mont Cornillon, outro acontecimento narrado sensibilizou o papa a criar Corpus Christi. Os relatos afirmam que, em 1264, um sacerdote da Boêmia chamado Pedro de Praga foi a Roma para se encontrar com Urbano IV. Durante seu retorno à Boêmia, Pedro de Praga deteve-se em Bolsena e lá realizou o sacramento da eucaristia. Durante o sacramento, conta-se que sangue começou a verter da hóstia consagrada.

Esse suposto milagre ficou conhecido como Milagre de Bolsena, e seu relato rapidamente se espalhou, alcançando o próprio papa, que, pouco tempo depois, oficializou a criação de Corpus Christi. Aos poucos, a festa difundiu-se por outras localidades da Europa. Corpus Christi teve sua importância ratificada durante o século XIV, e práticas comuns à festa foram criadas com o passar do tempo.

Com publicação inicial no portal Brasil Escola.