Virada Feminista promove discussões e atrações culturais

A Marcha Mundial das Mulheres e o Centro Feminista 8 de Março realizam hoje a Virada Feminista Agroecológica e Cultural que trará apresentações de artistas mossoroenses e de outras regiões do país, além da Batucada Feminista. Entre as atrações de hoje na praça Vigário Antônio Joaquim, no centro da cidade, a partir das 17h, estão as cantoras Khrystal e Ellen Oléria, vencedora da primeira edição do The Voice Brasil.

A programação da Virada é dividida em cinco polos e tem início às 6h no Polo Margarida Alves, no bairro Nova Vida, com atividades de aeróbica e bicicletada. Às 8h, a localidade recebe o “Espaço Lilás”, um programa de rádio ao vivo. Já das 9h às 11h é a vez das oficinas de rádio, stencil e uso de redes sociais.

No Polo Nísia Floresta, localizado na Escola de Artes, será realizado o seminário “Corpos e territórios: resistências e alternativas”, com mesa de debate marcada para as 10h. Já ao meio-dia os grupos se reúnem para ato público no centro da cidade.

“Após as discussões no seminário vamos reunir as mulheres e sair às ruas junto com a Batucada Feminista. Esperamos a participação de média de mil mulheres nas ruas. Queremos não só cumprir com a programação cultural, mas desempenhar nosso papel social de fomentar o debate”, disse a jornalista Ellen Dias.

O Polo Romana Barros, no bairro Lagoa do Mato, recebe oficinas de batucada, fotografia e danças populares das 13h às 15h de hoje, com socialização das oficinas até as 15h30. Às 16h os participantes das atividades do polo seguem cortejo até o Caic do bairro Belo Horizonte.

Entre as 15h e 16h, o Polo Pagu, no conjunto Santa Delmira, realiza oficinas de batucada, poesia e confecção de filtros dos sonhos. Já às 17h será promovido o Sarau Boca de Bueiro.

Às 16h, no Polo Frida Kahlo, localizado na praça Vigário Antônio Joaquim, será aberta a Feira de Economia Feminista e Solidária. A partir das 17h, o local recebe as atrações musicais da Batucada Feminista, a cantora Khrystal, Roberta Kaya, Forró Delas, Alô Frida, Shirley Cordeiro, Show de Mulheres, Lutas e Memórias e a cantora Ellen Oléria.

Virada destaca importância de artistas mulheres

Toda a programação está sendo organizada, produzida e estrelada por mulheres sob a coordenação da atriz Lenilda Sousa. Ela conta que, com a Virada Cultural Feminista, se espera dar destaque às artistas mossoroenses, às lutas e às memórias das mulheres. O evento terá a participação das cantoras Conceição Andrade, Dayanne Nunes, Goreth Alves, Esmaely Filgueira, Priscila Oliveira e Elizabeth Freitas, que também está na direção musical e arranjos.

“Está sendo uma vivência muito interessante de troca mútua e acredito que o grande legado desse espetáculo é a possibilidade de se formar, em Mossoró, uma banda só com mulheres, mulheres protagonizando todas as cenas: tocando, dirigindo, dançando, construindo uma obra artística própria, com autonomia através do feminismo”, conta a atriz Lenilda Sousa.

Através das atrações musicais, a organização do evento declara que pretende despertar para o cotidiano de lutas e histórias de vida das mulheres. Entre as cantoras apontadas como referência estão as baianas Simone, Pitty e Gal Costa.