VIDA LONGA

Hoje o jornal O Mossoroense completa mais um ano de existência. E que existência! São 143 anos informando o povo de Mossoró e do Estado. Aqui foram noticiados fatos marcantes, o mais emblemático deles na minha opinião foi a resistência ao bando de Lampião. O jornal cumpre um papel altamente importante que é o de ser o guardião da nossa história. Todo pesquisador local deveria agradecer diariamente ao O Mossoroense por esse papel desempenhado. O vestuto segue resistindo ao tempo e às dificuldades fazendo um jornalismo sério e comprometido em mostrar a realidade dos fatos sob a orientação de Cid Augusto, sempre preocupado em praticar o bom jornalismo.

Dilema
A greve da Uern dificilmente resiste à assembleia da próxima terça-feira. O desembergador Cornélio Alves deixou bem claro que se a proposta do governo não for aceita a paralisação será considerada ilegal.

Debate
Com certeza o debate entre docentes e técnicos administrativos será na base do “pegar ou largar”. Isso é muito ruim para a Universidade. Todo mundo vai voltar insatisfeito.

Perda
O jornalismo potiguar está de luto. O jornalista Luciano Hebert faleceu ontem vitimado por um câncer no pâncreas. Luciano atualmente comandava a comunicação do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Testemunho
Educado e atencioso. Esses eram os atributos do ser humano Luciano Hebert e que facilitavam o relacionamento da assessoria de comunicação com as redações.

Entrevista
O entrevistado de amanhã na editoria de Política é o deputado estadual Kelps Lima (SD), que está no centro de uma confusão política com o governador Robinson Faria e o filho Fábio Faria. Kelps tem combatido o aumento de impostos travestido em ajuste fiscal. Não perca a leitura.

Dilemas rosalbistas
O ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) está com a ingrata missão de mostrar que tudo vai bem no rosalbismo. Mas não é bem assim. São inúmeras dificuldades. Faltam nomes no grupo para a disputa. O único que é forte é o da ex-governadora Rosalba Ciarlini que sem o poder do Palácio da Resistência e com a imagem avariada pelo período de governadora já não tem o mesmo capital eleitoral de antes, embora ainda seja reconhecida com a maior eleitora de Mossoró.

Dilemas rosalbistas 2
O plano B seria lançar o deputado federal Beto Rosado (PP). Uma candidatura cheia de riscos e precoce. Ao contrário do que Betinho diz, ele ainda está inelegível, portanto não seria o plano C. A julgar pelos comentários do ex-deputado, a ex-prefeita Fafá Rosado é carta fora do baralho rosalbista.

Equívoco
Essa história de fechamento do Hospital da Mulher é uma péssima ideia. Segundo informações mais recentes, o assunto está sendo discutido entre Governo e Prefeitura de Mossoró. A ideia é um retrocesso para os serviços de saúde da cidade que não pode ficar calada diante dessa possibilidade. Que os nossos gestores tomem juízo.