Vacinas são eficazes contra variante do coronavírus, afirmam especialistas

Nova cepa está sendo detectada no Reino Unido

Neste domingo (20), o governo alemão anunciou que especialistas da União Europeia concluíram que as vacinas atuais contra o COVID-19 continuam eficazes contra a nova variante do coronavírus, detectada em particular no Reino Unido.

”De acordo com tudo o que sabemos até o momento e após discussões que ocorreram entre especialistas das autoridades europeias, a nova cepa não tem impacto sobre as vacinas, que permanecem igualmente eficazes”, declarou Jeans Spahn, Ministro da Saúde alemão.

Patrick Vallance, principal conselheiro científico do Reino Unido, informou ao The Washington Post que o ”vírus se espalhou” após ser analisado por meses. ”Está se movendo rapidamente, o que levou a um forte aumento nas hospitalizações”. O cientista esclareceu que o surto da nova cepa ”é controlável e há luz no fim do túnel com a vacinação iniciada”.

A nova cepa do SARS-CoV-2, vírus causador da COVID-19, é considerada 70% mais transmissível do que a anterior, sendo detectada principalmente no Reino Unido. Ela foi observada pela primeira vez em setembro, no sudeste da Inglaterra, e está se tornando rapidamente a cepa dominante em Londres e demais regiões do país. Especialistas explicam, no entanto, que não parece ser mais mortal ou mais resistente às vacinas.

Há algumas semanas, a nova cepa era associada a apenas 10% ou 15% dos casos de COVID-19 em algumas áreas britânicas. Neste momento, a variante é responsável por 60% dos casos em Londres, de acordo com o The Guardian. Os cientistas ainda não conseguiram determinar ainda o porquê dessa mutação se espalhar mais rápido.