Usando cordas feitas com lençóis, dois detentos escapam da Cadeia Pública de Nova Cruz

Na madrugada de ontem, dois presos conseguiram escapar da Cadeia Pública de Nova Cruz, região agreste potiguar. Severino Rodrigues da Silva e Anderson dos Santos Souza utilizaram “teresas” (cordas feitas de lençóis) para escalar as paredes e fugirem da unidade prisional.

De acordo com a Polícia Militar, após escalarem o muro da unidade prisional os foragidos entraram em uma região de matagal e não mais foram vistos. Buscas foram feitas na mata nas proximidades da unidade prisional, mas não foram localizados.

A Cadeia Pública de Nova Cruz tem capacidade para 224 presos, mas tem mais de 250. A cadeia é uma das 12 unidades do Estado que estão proibidas pela Justiça de receber novos detentos.