Uern ganha prêmio de internacionalização no Ranking de Universidades Empreendedoras

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), com o Projeto “guarda-chuva tecnológico”, ganhou o prêmio de internacionalização no Ranking de Universidades Empreendedoras, divulgado pela Confederação Brasileira de Empresas Juniores (Brasil Júnior). Entregue durante sessão solene realizada na Câmara dos Deputados nesta sexta-feira, 17, o prêmio da internacionalização compõe um dos aspectos das boas práticas que as universidades mantêm em determinado eixo. Os outros eixos são Cultura Empreendedora, Inovação, Extensão, Infraestrutura e o Capital Financeiro.   O guarda-chuva tecnológico partiu da Diretoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (Diri). O Setor de Empreendedorismo da Agência Uern Inova foi responsável por apoiar e promover o Edital na Uern, incentivando e organizando as propostas para participarem da seleção.   Trata-se de uma redefinição de atividades, durante a pandemia, que teve como meta impulsionar as ações de internacionalização, planejou e organizou projeto guarda-chuva tecnológico, realizando ações virtuais como: a) programa de Intercâmbio latino-americano virtual; b) o Uern Conexão Global; c) cursos de idiomas e d) atividades acadêmicas virtuais em parceria com Instituições de Ensino Superior (IES) estrangeiras.   “Essa premiação é importante para a internacionalização da Uern, pois mostra que, apesar dos desafios, as novas tecnologias digitais podem ser aliados que contribuem com a implantação e expansão das ações de internacionalização”, disse o professor Pedro Adrião, titular da Diri.   Para a Cíntia Freitas, diretora da Agência Uern Inova, o trabalho desenvolvido na Uern tem proporcionado uma aproximação cada vez maior com o Movimento das Empresas Juniores (MEJ) devido ao crescimento das empresas juniores na Universidade, especialmente, nos últimos dois anos. “É importante estarmos inseridos no MEJ, que é um movimento estudantil, porque foi através dele que conseguimos participar destas ações empreendedoras e inovadoras, com reconhecimento nacional. Isso traz muita visibilidade para a nossa Universidade”, disse a professora. empenhado para fortalecer as demandas das Empresas Juniores (EJs). Hoje, a Uern tem cinco EJs, e mais cinco iniciativas juniores.   As Empresas Juniores (EJs) são entidades sem fins lucrativos, formadas por alunos de graduação e que integram um dos pilares da universidade pública: a extensão. Essas empresas prestam serviços para pequenos e microempreendedores da região, auxiliando no fortalecimento desses empreendimentos e na promoção do empreendedorismo entre estudantes da graduação.
Deixe um comentário