Tribunal de Nurembergue completa 75 anos

[Vídeo] Em 20 de Novembro de 1945, líderes nazistas passaram a ser julgados por crimes contra a humanidade. Após 75 anos, como esse momento histórico é lembrado por pessoas que o vivenciaram?

Durante o julgamento, sem exceção, os acusados se declaram inocentes. Hermann Göring e Alfred Rosenberg estavam no banco dos réus.

Niklas Frank, filho de um dos criminosos de guerra, conta sua visão dos fatos na época, quanto tinha seis anos. “Achei que ele tinha sido acusado com razão quando vi na época fotos de campos de concentração com corpos de crianças da minha idade.”

Peter Gardosch, sobrevivente do Holocausto, acompanhou o processo. Segundo ele, “foi gratificante ver que ao menos os principais criminosos foram colocados no banco dos réus pelos Aliados.” Peter Gardosch foi deportado para Auschwitz com sua mãe e irmã.
Ambas foram mortas na câmara de gás.

Renate Rönn conta como seu pai se tornou um dos advogados de defesa. “Meu pai foi pego por um jipe. Era a CIA. Poucas horas depois ele voltou e disse:  ʽFui nomeado defensor público obrigatório de dois acusados que ainda não têm advogados de defesaʼ.”

Dos 185 acusados, 24 foram condenados à morte.

DW